Fechar

logo

Fechar

Bispo de Campina Grande lança Campanha da Fraternidade de 2021

Da Redação com Pascom. Publicado em 17 de fevereiro de 2021 às 20:12.

Foto: Pascom/CG

Foto: Pascom/CG

A Diocese de Campina Grande lançou nesta quarta-feira (17) a Campanha da Fraternidade Ecumênica de 2021, que traz como tema: “Fraternidade e diálogo: compromisso de amor”. 

O lema desta Campanha é um trecho da carta de São Paulo aos Efésios: “Cristo é a nossa paz: do que era dividido fez uma unidade” (Ef 2, 14ª).

A cerimônia de lançamento aconteceu na Catedral de Campina Grande, com uma palavra do Bispo Diocesano, Dom Dulcênio Fontes de Matos e do padre Saulo Rodrigues. Presentes ainda o padre Luciano Guedes, vigário geral da Diocese e o diácono Ricardo.

No lançamento, o Bispo explicou que esta campanha por ser ecumênica centra sua discussão na temática da paz, lembrando que a evangelização dos povos é um compromisso com a paz.

“Na busca desta paz, refletimos este ano sobre os possíveis caminhos para o diálogo e a construção de pontes de amor em lugar de muros de ódio, como nos exorta o Papa Francisco na Encíclica Fratelli Tutti sobre a fraternidade e a amizade social (n. 27). O diálogo só existe a partir da virtude da humildade, numa atitude de escuta, valorização do outro, respeito pelas diferenças e acolhimento no amor cristão”, disse.

Também explicou que o fato da Campanha da Fraternidade ser aberta no tempo litúrgico da Quaresma é para que se visualize o processo de conversão permanente que também passa por atitudes comprometidas com os irmãos e que a dimensão sócio-transformadora é indispensável à nossa vivência do Evangelho.

O Bispo em sua mensagem destacou ainda que quanto mais houver esforços e cuidado coletivo, mais chances a vida terá de triunfar e desta forma disse ser uma oportunidade de também refletir a partir da CF.

“A pandemia da Covid-19 que assola a humanidade há um ano e tem causado tanto sofrimento é também uma oportunidade para nossa reflexão sobre a fraternidade. Ninguém se salva sozinho! Quanto mais somos irmãos, pensamos no outro, cuidamos do coletivo, respeitamos e, consequentemente, somos protegidos e preservados”, comentou.

Foto: Pascom/CG

“Concluímos que a busca da paz proposta por Jesus e pela Sua Igreja ao longo dos séculos, bem como pela Campanha da Fraternidade deste ano, passam pelo acesso a todos os bens materiais e espirituais para uma vida digna neste mundo e a feliz bem-aventurança eterna: “Felizes os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus” (Mt 5, 9). Com a reflexão desta CF, convido a todos a darmos passos ainda mais firmes no caminho da fraternidade e do diálogo, nos trabalhos missionários e evangelizadores, na ação sócio-transformadora e na busca da paz e nossas famílias, comunidades e sociedade”, disse o bispo.

A Campanha da Fraternidade Ecumênica (CFE) tem sido realizada, em média, a cada cinco anos. A iniciativa congrega diversas denominações cristãs, sempre de forma ecumênica, valorizando o que cada Igreja tem de bom.

A primeira CFE foi organizada no ano 2000, e teve como 

A Campanha da Fraternidade é vivenciada há 59 anos pelos católicos brasileiros de modo especial durante o período da Quaresma, que este ano tem início no dia 17 de fevereiro (Quarta-feira de Cinzas) e se estende até o dia 28 de março (Domingo de Ramos). 

O objetivo da Igreja no Brasil é despertar a solidariedade dos fiéis em relação a um ou vários problemas concretos que afetem a sociedade, propondo o debate e buscando soluções.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube