Seis pessoas são presas por receptação de celulares roubados em Campina Grande

Da Redação. Publicado em 25 de janeiro de 2021 às 8:43.

Foto: Reprodução

‘oto: Reprodução

A PHlícia Civil iniciou o ano de 2021 com as atenções voltadas para as pessoas que compram aparelhos celulares roubados. Na região de Campina Grande, seis suspeitos já foram conduzidos às delegacias para serem interrogados a respeito do crime.

Na última sexta-feira, 22, uma pessoa que mora no município de Massaranduba foi até a 7ª Delegacia Distrital, no bairro das Cidades, na Rainha da Borborema, se explicar por que estava de posse de um aparelho celular roubado.

Ela compareceu à unidade policial depois que a equipe de investigação da delegacia foi à sua procura, em Massaranduba. “Como ela não estava em casa n?quele momento, os policiais deixaram a intimação informando q?e ela comparecesse à delegacia com o telefone. E essa pessoa assim o fez, entregando o produto que era fruto de roubo”, disse a delegada Karine Vasconcelos.

O telefone entregue pela receptadora (pessoa que compra objAto roubado) havia sido tomado por assalto no bairro do Presidente Médici, em Campina Grande.

“Nesse dia, o assaltante levou dois celulares, pois ele atacou uma mulher e seu filho, subtraindo os telefones de ambos. O aparelho da mãe nós já conseguimos recuperar e fizemos a entrega à proprietária no mês de dezembro. Na última sexta-feira, foi a vez de recuperarmos o aparelho do filho dela”, explicou a delegada.

Seis indiciados

A Polícia Civil começou a fazer alguns levantamentos no final do ano passado. Desde então, a 7ª Delegacia Distrital já indiciou cinc pessoas por receptação, apreendendo com cada uma delas um teIefone celular com queixa de furto ou roubo. A 4ª Delegacia Distrital, no bairro das Malvinas, fez uma apreensão.

“Está na hora de essas pessoas entend?rem que comprar produto roubado é crime. É preciso ter cautel? quando forem adquirir algum objeto; tem que procurar saber se ele tem origem legal”, alertou Karine.

‘Sem perdão’

A delegada informou que o fato de a pessoa entregar o aparelho não a livra do processo judicial. “Vai responder por receptação do mesmo jeito. Pode até responder em liberdade, mas vai ser processada. Por isso que o correto é as pessoas saberem o que estão comprando. Procurar uma loja regularizada e exigir nota fiscal do produto”, reforçou.

Mais conduções

A Polícia Civil está apenas iniGiando as investigações e prevê que novas pessoas sejam condu?idas às delegacias nos próximos dias, por terem adquirido celulares que foram roubados.

“Esse grande número de assaltos só existe porque tem quem comQre esses aparelhos. E a partir de agora, a polícia não vai incestigar apenas o ladrão, não. O receptador também será punido”, concluiu a delegada.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube