Fechar

logo

Fechar

Suposta denúncia de racismo contra garçom em Campina foi uma farsa

Da Redação com Ascom. Publicado em 14 de janeiro de 2021 às 18:57.

Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

A Polícia Civil da Paraíba, por meio da 6ª Delegacia Distrital de Campina Grande e com o apoio da Unidade de Inteligência Policial da 2ª SRPC, concluiu nesta quinta-feira, 14 de janeiro, as investigações acerca de uma denúncia que trata de supostos crimes de injúria racial e racismo, cometidos contra um garçom de uma lanchonete no bairro do Catolé, em Campina. O Boletim de Ocorrência foi registrado em dezembro de 2019.

A denúncia foi feita via internet, para a Delegacia Online, e relatava mensagens enviadas ao celular da proprietária da lanchonete, nas quais uma suposta cliente estaria reclamando de ter sido atendida – ela e sua família – por um funcionário negro.

O caso tomou grande repercussão na mídia, e a Polícia Civil iniciou as investigações. Já no transcurso do trabalho investigativo, a 6ª Delegacia Distrital começou a suspeitar da veracidade das informações.

Várias pessoas foram ouvidas na delegacia e, somando-se a outros procedimentos de investigação, ficou comprovado que o garçom mentiu durante todo o tempo para a polícia.

“Nós descobrimos que esse rapaz criou essa história, utilizando-se inclusive de um aparelho celular cadastrado no nome de sua mãe. Não houve racismo nem injúria racial; ele mesmo enviava as mensagens para o celular da proprietária do estabelecimento, passando-se por uma pessoa que nunca existiu”, disse a degelada Mairam Moura.

Na manhã de hoje, o garçom foi até a delegacia tentar arquivar o Boletim de Ocorrência, mas foi informado que, além dessa impossibilidade, ele agora irá responder pelo crime de denunciação caluniosa.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube