Fechar

logo

Fechar

CG não receberá pacientes de Manaus por falta de estrutura no aeroporto, alega ministério

Da Redação*. Publicado em 19 de janeiro de 2021 às 10:07.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

O Ministério da Saúde informou, na noite dessa segunda-feira, 18, que por falta de estrutura no Aeroporto João Suassuna, Campina Grande não vai mais receber pacientes vindos da cidade de Manaus, no Amazonas. O município havia disponibilizado vinte leitos para esse acolhimento.

O motivo é que o aeroporto supostamente não comportaria aeronaves de modelo C99, que estão sendo usadas pela Força Aérea Brasileira para o transporte desses pacientes.

O desembarque no Aeroporto Castro Pinto, em Bayeux, por exemplo, tornaria o trajeto terrestre longo demais para os pacientes. O superintendente do Hospital Universitário Alcides Carneiro, Homero Rodrigues, foi comunicado pelo Ministério da Saúde.

“Informo que, infelizmente, o comando da operação em Manaus acabou de me informar que o Aeroporto de Campina Grande não comporta aeronaves C99, utilizadas na transferência dos pacientes. Diante disso, ele agradeceu muito, mas infelizmente o nosso HUAC não será utilizado, e o aeroporto mais próximo foi desconsiderado pois o trajeto rodoviário é longo demais para os pacientes. Agradeço imensamente a sua pronta resposta em auxiliar nessa missão. Estávamos contando muito com o HUAC nesse esforço de cooperação tão importante para a população de Manaus”, dizia o comunicado.

Mas, o empresário Alessandro Sousa, do setor de turismo em Campina Grande, com atuação no aeroporto campinense, afirmou em entrevista à rádio Caturité FM, nesta terça-feira, 19, que não há restrição para a operação dessa aeronave no João Suassuna.

– Essa informação não procede. O nosso aeroporto comporta esse tipo de avião sim. Para que fique claro, as aeronaves da Azul Linhas Aéreas que operam em Campina Grande são até maiores que esse avião da FAB – afirmou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube