Fechar

logo

Fechar

Apesar de queda na produção, comerciantes de pedras em CG confirmam alta nas vendas

Da Redação*. Publicado em 29 de janeiro de 2021 às 12:21.

Foto: Jonathan Samuel

Foto: Jonathan Samuel

Um dos setores que também vem sofrendo com a crise gerada pela pandemia é o do comércio de pedras e mármores.

Segundo o proprietário de uma loja de vendas desses produtos em Campina Grande, José Severino da Silva, de 68 anos e que trabalha há mais de 50 no ramo, afirmou que o principal problema hoje é a baixa produção da mercadoria.

Foto: Jonathan Samuel

Foto: Jonathan Samuel

– Aumentou a procura. Eu não tenho vendido mais porque o meu fornecedor não tem mercadoria para me passar para que eu possa realizar as vendas – destacou.

Segundo o comerciante, uma das características mais marcantes da sua loja é a variedade.

– A variedade é tão grande que, por muitas vezes, as pessoas vêm pensando em comprar uma pedra e acabam levando outras – disse.

O campinense comentou ainda quais as perspectivas para o ano que se inicia.

– A expectativa é de cura para a Covid, primeiramente. Mas, também, que as condições de produção melhorem para que o mercado siga ativo – destacou.

Paraíba Online • Apesar de queda na produção, comerciantes de pedras em CG confirmam alta nas vendas

Foto: Jonathan Samuel

Outro comerciante do setor, Edson Soares, que vende mármores e granitos, comentou as suas impressões sobre o mercado, confirmando a alta nas vendas.

– No início dessa crise nós tivemos uma pequena dificuldade, mas, após isso, nós começamos a perceber um aumento na procura sim. Eu acredito que o motivo principal tenha sido a circulação dos valores do auxílio emergencial – apontou.

As entrevistas foram concedidas à rádio Caturité FM, nesta sexta-feira, 29.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube