Fechar

logo

Fechar

Empresário aponta dificuldades derivadas do aumento de preço da carne e outros insumos

Da Redação*. Publicado em 24 de novembro de 2020 às 9:38.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Um levantamento divulgado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) apontou que o preço da carne bovina subiu quase 40% nos últimos 12 meses. No mês de agosto, o Índice de Preços para o Consumidor Amplo (IPCA) subiu 2,44% no último ano, enquanto a inflação dos alimentos subiu 8,83%, também nos últimos 12 meses.

O presidente do Sindicato da Hospedagem e Alimentação de Campina Grande (SindCampina), Divaildo Júnior, lamentou esse crescimento no valor da carne.

Na visão dele, o setor na Rainha da Borborema já começou a sentir os impactos negativos desse aumento, pois os estabelecimentos não podem repassá-lo em sua totalidade para o consumidor.

Além do crescimento de 40% no preço da carne bovina, Divaildo salientou que outros alimentos também registraram alteração no valor.

– Outros insumos já estão chegando aos 30% de aumento. E, como dito, isso dificulta a precificação do nosso cardápio – revelou em entrevista à rádio Campina FM, na manhã desta terça-feira, 24.

O sindicalista falou mais detalhadamente sobre o aumento em outros produtos, como frango e laticínios.

– Só pra se ter uma ideia, um litro de óleo de soja há quatro meses era vendido pelo preço de no máximo R$ 3,40 e hoje já bate os R$ 8 – lamentou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube