Fechar

logo

Fechar

Bruno Cunha Lima: “Eu prezo sempre pela tecnicidade”

Da Redação. Publicado em 18 de novembro de 2020 às 21:20.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

Bruno Cunha Lima concedeu na segunda-feira a sua primeira entrevista na condição de prefeito eleito.

Leia alguns trechos a seguir.

“A palavra que norteará esses quatro anos é gratidão. Em primeiro lugar, a Deus. A segunda palavra é de gratidão à cidade de Campina Grande (…) A vitória será retribuída com muito, mas com muito trabalho.

“E faço um agradecimento sincero, com todo o meu coração, ao prefeito Romero Rodrigues. A minha gratidão pela amizade. A relação política, ao longo da vida, é circunstancial. Mas com Romero é uma amizade sólida (…) Vamos dar sequência a um grande trabalho que Romero tem desenvolvido.

“Convocação Campina, para que possamos virar a página do processo eleitoral e trabalhar em unidade, independente da escolha que foi feita (nas urnas).

“A cidade deu uma demonstração de que quer olhar para frente. E é isso que nós vamos fazer (…) Vamos fazer uma transição de forma muito parceira e amiga.

“Eu prezo sempre pela tecnicidade. E isso vai ser preservado.

“Eu confio na capacidade de a própria Câmara tomar as suas decisões (…) Quero me reunir com os atuais vereadores e os vereadores eleitos.

“É natural que muitos dos que fazem parte do governo (atual) estejam conosco ajudando a gerir a cidade.

“Não vou abrir mão dos meus valores. Manterei a sinceridade nas minhas relações.

“Vou fazer um convite aos 23 vereadores eleitos para uma conversa, independente do partido pelo qual foram eleitos. Nós queremos menos ´ramearam´ político e mais trabalho e resultados (…) Queremos que o que nos une, a cidade de Campina Grande, seja maior do que as nossas diferenças.

“Com 100 dias de governo, espero apresentar resultados positivos na geração de emprego e na dinâmica econômica da cidade.

“Torço para que Campina seja enxergada. Há praticamente 10 anos não se tem um único convênio do Estado com Campina. Que a cidade saia ganhando, independente da minha posição de prefeito.

“A última reforma (administrativa) que Campina viveu foi em 2004. São mais de 16 anos. E é necessário que a gente tenha a atualização da máquina administrativa para a realidade dos nossos dias”.

Ainda Bruno: “Mas garanto que não haverá ´caça às bruxas´. Meu trabalho tem que ser de ajudar a ganhar o pão, jamais o de tirar o pão da mesa. Não sou homem para isso. Como cristão, sou incapaz de perseguir quem quer que seja, muito menos num governo (que sucederá) de um aliado. Mas vamos agregar tecnologia para ter serviços públicos mais rápidos”.

*Com informações da coluna Aparte, assinada pelo jornalista Arimatéa Souza

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube