Fechar

logo

Fechar

Parceria entre Ortotrauma e Hospital de São Paulo otimiza fluxo de atendimento

Da Redação com Secom/JP. Publicado em 13 de outubro de 2020 às 16:40.

Foto: Secom/JP

Foto: Secom/JP

Uma parceria entre o Complexo Hospitalar de Mangabeira Governador Tarcísio de Miranda Burity (Ortotrauma) e o Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo, está possibilitando a otimização do fluxo de atendimento e garantia da eficiência e agilidade nos processos.

A parceria faz parte do projeto Lean nas Emergências, colocada em prática pelo Ministério da Saúde. Nesta terça-feira (13), foi realizada, no Ortotrauma, a terceira reunião de um total de nove encontros quinzenais previstos para o projeto.

Durante os encontros, uma dupla de profissionais do Hospital Sírio-Libanês (um médico e um especialista de processos) realiza consultoria para identificar oportunidades e implementar ações de melhoria, de acordo com as ferramentas da metodologia Lean.

Essa fase dura em média seis meses e, após o término desse período, a equipe de controle do projeto acompanha os resultados por mais 12 meses para garantir a manutenção a longo prazo.

“Projeto muito importante que vai potencializar ainda mais a nossa porta de urgência e emergência e, consequentemente, todo o complexo hospitalar”, disse a diretora-geral do Ortotrauma, Ana Giovana Medeiros.

“Estou muito feliz em poder estar fazendo parte desse grandioso projeto do Ministério da Saúde e do Hospital Sírio-Libanês, com o envolvimento de diversos setores do hospital, com profissionais dedicados e capacitados em dar uma assistência mais célere e humanizada”, comentou ela.

A parceria teve início em fevereiro, mas logo em seguida precisou ser interrompida devido à pandemia do novo coronavírus, sendo retomada em setembro.

Foto: Secom/JP

Foto: Secom/JP

Na unidade hospitalar, conceitos de melhorias de fluxo, de processos para eliminar desperdícios como tempo de espera, tempo de movimentação, que não agregam valor ao paciente durante a estadia dele no hospital, já estão sendo aplicados e com bons resultados.

Luiz Augusto de Oliveira Rodrigues, consultor de processos do Sírio-Libanês, elogiou os processos de trabalho que vêm sendo utilizados no Ortotrauma.

“O nosso diagnóstico em relação ao hospital é de que os processos estão corretos. O que estamos fazendo não é uma mudança de algo que não funciona, e sim a melhoria de um processo que sempre pode melhorar. Com todo mundo reunido e participando dos encontros, a gente consegue discutir ações que eliminem processos que não estejam agregando valor aos pacientes. É uma gestão da comunicação do hospital como um todo”, afirmou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube