Fechar

logo

Fechar

Candidatos debatem legitimidade de doação de terreno e socialista cobra moradia digna

Da Redação. Publicado em 30 de outubro de 2020 às 23:56.

Foto: Leonardo Silva/ Paraibaonline

Foto: Leonardo Silva/ Paraibaonline – ARQUIVO

Durante o debate realizado pela Rádio Campina FM nesta sexta-feira, 30, na sede da Associação Comercial de Campina Grande, o prefeitável pelo PSol, Olímpio Rocha, questionou o candidato pelo PSD, Bruno Cunha Lima, a respeito do déficit habitacional, doação de terrenos e moradia.

De acordo com Olímpio, a ocupação Luiz Gomes, no bairro Jardim Paulistano, tem mais de 150 famílias vivendo de forma precária e a prefeitura de Campina Grande, ao invés de garantir moradia para estas, tem doado terrenos “a torto e a direito”, inclusive a um vereador.

Em sua resposta, Bruno disse que a habitação, juntamente com geração de emprego e renda, é uma das prioridades de sua gestão, caso seja eleito, e que nos últimos anos o prefeito Romero Rodrigues investiu recursos, em parceria com o Governo Federal, para minimizar o déficit habitacional na cidade, que era de 13 mil casas e, hoje, com o Aluízio Campos, houve uma queda de 35%, restando pouco mais de 9 mil .

Com relação à doação de terrenos, tema abordado por Olímpio, Bruno disse que a gestão municipal tem doado terrenos à vários outros segmentos como igrejas, empresas e, no caso do vereador, não teria sido uma doação e explicou:

– Nesse caso específico, o terreno não foi doado e sim feita uma concessão de uso para que possa ser explorado por um importante equipamento cultural – disse.

Em sua réplica, Rocha acusou a atual gestão de doar terrenos para angariar votos e rebateu:

– As doações são feitas a torto e a direito, como forma de angariar votos, mas esse tipo de doação é ilegal e é preciso ter um processo licitatório prévio e uma autorização legislativa, e não houve. O que aconteceu foi doação para vereadores da base, ao invés de dá moradias às pessoas carentes – alfinetou.

O embate continuou e Cunha Lima disse que para esse tipo de ação não necessitaria de licitação:

“Como colega advogado, o senhor precisa saber que para doação de terreno não é necessária licitação prévia. É necessária uma autorização legislativa e todos eles têm”, defendeu.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube