Fechar

logo

Fechar

Veneziano: “Passamos oito anos sem inovação e sem futuro”

Da Redação. Publicado em 14 de setembro de 2020 às 21:42.

Foto: Leonardo Silva/ Paraibaonline

Foto: Leonardo Silva/ Paraibaonline

Na edição desta segunda-feira da coluna Aparte, assinada pelo jornalista Arimatéa Souza, está publicado um resumo do discurso do senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB) na convenção desde domingo do Podemos em Campina Grande.

Veja aqui alguns tópicos. 

“(é uma) Mediocridade administrativa que estamos a vivenciar (…) Nós demos passos para trás, retrocedemos.

“Campina não pode continuar a ter uma gestão voltada para o nepotismo.

“Ana tem coragem e a sensibilidade de saber que políticas públicas e sociais precisam voltar a estar na pauta do dia, como prioridade.

“Ana não é a esposa de Veneziano nesse instante. Ana é a mulher; Ana é a cidadã, que como qualquer um outro cidadão ou cidadã tem o direito de exercer a sua vocação e o direito de participar da política. Não seria eu a impedir.

“Tu carregarás uma grande confiança sobre os vossos ombros. Responsabilidade tremenda, mas que a tua competência, o teu arrojo, a tua capacidade de perseverar, de determinar-se; a sua sensibilidade de mulher, haverá com muita garra de saber levar isso adiante. Eu confio plenamente em você!

“Vai ser um pouco sem graças, mas vai ser feito assim. Eu não vou me negar a estar nas ruas de Campina. Vai ser diferente, vai. Mas nós vamos fazer.

“Nós não estamos transmitindo nas redes ou em quaisquer outras plataformas (a convenção). Ontem (sábado) vocês observaram exatamente o contrário (convenção PSD/PP). Nós estamos atendendo rigorosamente a legislação eleitoral. Esperamos o que vai acontecer com relação aos que assim não procederam.

“Quero saudar o meu Podemos, porque eu sempre fui muito bem tratado pela presidente Renata Abreu.

“(o Podemos) é o partido do centro, do equilíbrio, das discussões mais amadurecidas. Nós não somos dos extremos, nem de lá nem de cá.

“Quando nos preteriram (movimento Pro-Campina) em determinado momento, sob justificativas absolutamente não plausíveis, hoje é absolutamente o inverso. 

“É a incoerência naquilo que é o pragmatismo de direita e de esquerda. O interesse quando prepondera termina sendo, por esses extremos, sendo levado em consideração.

“Sou um colaborador, não mais do que isso. A articulação se deveu ao (vereador) Bruno Faustino (PTB), a Ana, ao (vereador) Galego do Leite e demais outros. 

“O que vamos discutir são os modelos. Se Campina quiser continuar com o modelo da ´Famintos´, tem a opção, que não é Ana Cláudia. 

“Se Campina quiser continuar com o modelo das obras inacabadas, tem a opção, que não é Ana Claudia. Se Campina quiser continuar com o modelo do nepotismo, tem lá a opção. 

“Passamos oito anos sem inovação e sem futuro. Que futuro é esse? Dos desvios, dos escândalos, da inação, da omissão? Não! Nós representamos um futuro diferente!

“O time aqui está. Está preparado. Temos uma técnica competente. Para Ana, a mulher de Campina não vai ser aquela que vai correr atrás de candidato, porque o candidato é bonitinho. Não é dessa forma que se valoriza.

“Vai ser a primeira oportunidade que a mulher campinense terá de ter uma mulher eleita diretamente. Não vamos perder. Vamos com Ana à vitória!”

*Com informações da coluna Aparte, assinada pelo jornalista Arimatéa Souza.

Para ler a coluna completa desta 2ª feira, acesse aqui:

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube