Fechar

logo

Fechar

Senador revela distanciamento do PSB e não opina sobre a participação do partido nas eleições

Da Redação. Publicado em 11 de setembro de 2020 às 19:39.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

O senador Veneziano Vital do Rêgo disse que está no PSB, mas não como gostaria de estar, com participação mais efetiva, ainda que esteja na liderança do partido no Senado Federal.

Em entrevista concedida a imprensa nesta sexta-feira (11), ele admite que existe um certo estremecimento de um fato que ele não casou (se referindo a dissolução municipal do PSB), mas também não tem motivos para deixar a legenda.

Indagado se teria como deixar o PSB uma vez que não sente mais tão bem como queria, o senador respondeu que para os casos majoritários não existe a infidelidade partidária e que teria liberdade para a desfiliação porque não há impedimentos.

Ele disse que não se sente um inconveniente e nem incomodado dentro partido ainda que  o PSB não esteja mais unido como era antes do caso da dissolução, que resultou na desfiliação de alguns socialistas de proa, a exemplo do próprio governador João Azevêdo.

“Mas não por ser uma situação que eu não dei causa, eu não preciso necessariamente ter que sair. A situação não é a ideal como aquilo que idealmente eu tenho de poder falar, de poder me expressar de poder ser eu na tribuna do Senado Federal como em outros momentos. Hoje, no PSB eu sou Veneziano. Eu falo aquilo que de fato são os meus conceitos de outrora”, disse.

Sobre o processo eleitoral do seu partido disse que não tinha muito o quê falar porque somente no mês de junho é que tomou conhecimento de que o partido teria candidatura própria em Campina Grande, com o integrante da direção estadual do PSB, Fábio Maia, o qual considera um grande amigo, mas disse não que não foi ouvido quando pedia para tratar do fortalecimento da legenda proporcionalmente.

O fato é que o senador está totalmente envolvido com pré-candidatura da esposa, Ana Cláudia Vital do Rego, que postula o cargo de prefeita de Campina Grande pelo Podemos.

O senador também não soube dizer se o partido teria candidatura própria em João Pessoa, que estava alheio à realidade local, mas destacou que quando da última reunião da executiva nacional do PSB, o partido mencionou nomes possíveis de candidatura em diversas capital, entre elas, João Pessoa com o nome do ex-governador Ricardo Coutinho.

“Foi essa última reunião que soube e isso já faz três meses. Eu não sei. Não tenho conhecimento nenhum para falar sobre o processo na capital”,observou.

Ele afirmou ainda que também a essa altura do campeonato não teria como ficar no palanque de Ricardo Coutinho.

“Não há  mais razões. Eu não tenho condições políticas de fazê-lo porque houve esse estremecimento. Não estou aqui falando porque eu sempre tentei inclusive com o próprio governador João Azevedo e com o próprio Ricardo com a própria presidência da legenda para fazer com que não acontecesse o que se deu. Mas não tenho nenhum tipo de indisposição pessoal”,completou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube