Fechar

logo

Fechar

RC acusa governador de pressionar servidores a votarem no candidato do PP

Da Redação. Publicado em 25 de setembro de 2020 às 22:51.

Foto: reprodução

Foto: Reprodução

O ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, candidato a prefeito de João Pessoa pelo PSB, acusou o governador do Estado, João Azevedo (Cidadania) de pressionar servidores da área da Educação a votarem no candidato do Progressistas, Cícero Lucena.

Segundo ele, o fato aconteceu durante uma reunião, na qual estavam presentes, o secretário executivo da Educação, Gabriel dos Santos e a gerente da 1ª Região de Ensino, Zuleika Aragão pedindo votos, bem como ameaçando de demissão, quem não cumprisse a determinação do governador, a quem ele tachou de traidor.

“Esse tipo de gente tem que ser derrotado. Não serve para a democracia e nem para gerir a coisa pública. E a responsabilidade é do governador porque se ele não demitiu quem cometeu o crime eleitoral é porque ele cúmplice e foi ele quem mandou”, acusou.

No vídeo publicado na tarde desta sexta-feira (25), Ricardo Coutinho faz um apelo à Justiça Eleitoral para que investigue o crime eleitoral cometido.

“Eu peço ao Procurador Regional Eleitoral para que tome as providências imediatas. Isso é um crime eleitoral. É preciso que se garantam eleições limpas e a população vote em quem bem entender”, observou.

“Isso é um absurdo. Eles não vão conseguir em hipótese alguma fazer com que as pessoas votem na base da mordaça, do chicote. Ninguém é gado. As pessoas têm a sua independência. A Secretaria da Educação não pertence a esse povo que só está de passagem , já fizeram muita bobagem  e estão perto de sair”, acrescentou Coutinho.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube