Fechar

logo

Fechar

PMJP disponibiliza serviço para assistência em saúde mental para crianças e adolescentes

Secom/JP. Publicado em 20 de setembro de 2020 às 10:47.

Foto: Secom/JP

Foto: Secom/JP

Falta de estrutura familiar, abandono e perca do laço afetivo familiar, abuso sexual doméstico, uso abusivo de substâncias psicoativas, depressão, bullying, não aceitação dos pais pela orientação sexual.

Estes são alguns fatores que podem desencadear a tentativa de suicídio em crianças e adolescentes. Neste mês, onde é realizada a campanha Setembro Amarelo, o problema é bastante discutido.

Na rede municipal, a Secretaria de Saúde de João Pessoa disponibiliza um serviço de referência para assistência em saúde mental: é o Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil (Capsi) Cirandar, localizado no bairro do Roger.

O local oferece atendimento e tratamento para crianças a partir dos 3 anos e adolescentes menores de 18 anos, que apresentam transtornos psicóticos, neuróticos ou são usuários de substâncias psicoativas.

“Atualmente, mais de 500 crianças são atendidas pelo serviço, que oferta atividades socioculturais, comunitárias e terapêuticas, visitas domiciliares e tratamento com medicamentos. As crianças ficam no Capsi e recebem o tratamento no horário oposto ao da escola para que a educação não seja prejudicada”, afirmou Luanna Campos de Oliveira, diretora do Capsi Cirandar.

Em 2019, o Centro atendeu 81 novos casos de tentativa de suicídio. Este ano, o número é de 15 crianças e adolescentes atendidos.

“No ano passado, tivemos um índice alarmante de tentativas de suicídio desse público. Reforçamos nossa equipe psicossocial, que foi para as escolas conversar com os alunos, além de alertarmos a população pela mídia e fazermos constantes ações dentro do serviço ressaltando a importância da vida. Tanto que, este ano, o número teve uma diminuição de novos casos”, frisou Luanna.

Atendimento – No Centro, os pacientes recebem acompanhamento médico psiquiátrico e psicológico, além de participar de oficinas e terapias. Além disso, o usuário tem apoio do serviço social, dispensação de psicotrópicos (quando necessário) e atendimento farmacológico.

Serviço – Localizado na Avenida Gouvêia Nóbrega, no Roger, o Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil Cirandar funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Para ter acesso ao atendimento, a família pode procurar diretamente o serviço ou ser encaminhado por alguma Unidade de Saúde da Família (USF). Para orientações e agendamento, o público pode entrar em contato através do número 3214-3333.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube