Fechar

logo

Fechar

Secretário repudia demissão de médico do Hospital de Trauma em CG: “Politicagem rasteira”

Da Redação com Ascom. Publicado em 27 de agosto de 2020 às 11:08.

Foto: Reprodução/ TV Cabo Branco

Foto: Reprodução

O secretário de Saúde de Campina Grande, Filipe Reul, repudiou na manhã desta quinta-feira, 27, a demissão do médico Tito Lívio, do Hospital de Trauma da cidade.

De acordo com Reul, a única justificativa seria “uma perseguição política” tendo em vista que o profissional é cunhado do pré-candidato à prefeitura Bruno Cunha Lima.

“Quero deixar aqui registrado o meu repúdio, a forma com que foi tratado o excelente profissional que é o Dr. Tito Lívio, afastado ontem do Hospital de Trauma apenas por ser cunhado de um dos pré-candidatos a prefeito de Campina Grande. Ele é um dos profissionais mais bem avaliados e que mais faz cirurgia no Trauma, uma demissão sem qualquer justificativa, apenas por conduta pequena e politicagem rasteira. Transmito minha solidariedade ao Dr. Tito e digo que pode contar com a Secretaria de Campina Grande nesse momento tão difícil”, disse.

Reul ainda acrescentou, em entrevista na Rádio Arapuan FM, que uma demissão com caráter de perseguição resulta em enfraquecimento do SUS na cidade.

“Esses que determinaram a demissão de Dr. Tito são os que querem assumir a Prefeitura de Campina Grande a partir de 2021, com essa politicagem e perseguição e, claro, causando o enfraquecimento do SUS na cidade, mas a população da cidade é inteligente e saberá dizer não a esse tipo de prática”, repudiou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube