Fechar

logo

Fechar

Retomada da circulação do transporte coletivo em JP preocupa secretário de Saúde

Da Redação de João Pessoa (Hacéldama Borba). Publicado em 3 de julho de 2020 às 15:36.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

O transporte coletivo urbano de João Pessoa voltará a circular na próxima segunda-feira (6), obedecendo a um novo protocolo sanitário.

Será liberada a circulação de quase 60% da frota, o que corresponde a 250 ônibus. Esta retomada está sendo motivo de preocupação para as autoridades de Saúde do Estado.

Conforme o secretário estadual de Saúde, Geraldo Medeiros, com isso está sendo esperado um aumento do número de pessoas contaminadas pelo coronavírus, após a flexibilização, porque é um seguimento que aglomera e não tem como haver distanciamento dentro do ônibus.

“Essa é uma preocupação em qualquer programa de flexibilização que devemos ter. Nós não podemos ficar a vida inteira fechados. Há a necessidade desse processo lento e a Paraíba está executando baseado em evidências científicas e esses aspectos serão analisados ao longo dessa volta, que não pode ser de forma atabalhoada porque teremos um colapso na rede pública”, avaliou o secretário.

Medeiros ressalta que a volta da circulação dos ônibus faz parte do planejamento da cidade e as atitudes que foram adotadas pela Prefeitura da Capital são no sentido de minimizar essa aglomeração e, evidentemente, que serão observadas as consequências.

Segundo ele, os coletivos são ambientes isolados e as pessoas devem ser orientadas para utilizar o álcool em gel ao entrar e sair do veículo, evitar tocar em superfícies.

“Há todo um contexto no qual nesse contingente de pessoas, elas são advertidas para evitar a contaminação”, alertou

Disse ainda que as pessoas precisam entender que a flexibilização tem que ser lenta, graduada, porque senão a Paraíba terá o mesmo cenário que está ocorrendo no Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e vários outros Estado que tiveram de retroagir.

O secretário informou ainda que a Paraíba tem uma rede de hospitais e na região Nordeste é quem tem o menor percentual de ocupação de leitos de UTIs.

Na Grande João Pessoa, a ocupação chega a 69%, e em Campina Grande 68%, o que dá tranquilidade e segurança, mas sem relaxar sobre os índices.

“Já vencemos 80% desse caminho, mais ainda temos 20% a ser percorrido”,destacou.

De acordo com as informações do secretário, ainda há inúmeros vagas no Hospital Solidário onde há quatro UTIs e ainda tem o maior percentual de médicos, ou seja, 10 médicos e nenhum hospital privado tem esse contingente de profissionais disponível para a população.

A Paraíba tem hoje 1.044 óbitos causados pelo coronavírus e 49.536 casos confirmados de contaminados.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube