Fechar

logo

Fechar

Programa De Repente na Rede fecha mês com versos de Nonato Neto

Secom/PB. Publicado em 27 de julho de 2020 às 19:08.

Foto: Secom/ PB

Foto: Secom/ PB

A Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc) exibe, nesta quarta-feira (29), o quarto programa da série ‘De Repente na Rede’, uma versão alternativa do projeto ‘De Repente no Espaço’.

Em seu novo formato, em vídeo, a atração é exibida semanalmente, sempre às 19h, pelo canal da Funesc no YouTube (https://www.youtube.com/funescpbgov). A apresentação é de Iponax Vila Nova, que fecha o mês de julho com a poesia do repentista Nonato Neto.

O programa de estreia aconteceu no dia 8, e teve como homenageado Rogério Meneses e nas sessões seguintes destacou o talento de Raimundo Caetano e João Lourenço. A cada semana, o programa é dedicado a um poeta repentista paraibano.

Desde julho de 2015, a Funesc realiza o projeto De Repente no Espaço mensalmente, sempre na primeira quarta-feira de cada mês, sem interrupção.

O apresentador oficial e declamador é Iponax Vila Nova, coordenador do projeto, que, além conduzir as cantorias, realiza oficina de declamação e versos pelo estado, dentro do projeto.

Devido à pandemia da Covid-19, veio a necessidade de isolamento domiciliar e o projeto teve que ser temporariamente suspenso.

Para suprir parcialmente essa ausência, foi criado o ‘De Repente na Rede’. Em seu novo formato, Iponax Vila Nova cita um poeta paraibano a cada semana.

Nonato Neto – Nasceu em Cachoeira dos Índios (PB). Ainda pequeno, já demonstrava interesse pelo repente, uma herança adquirida através de sua presença constante, no colo do seu pai, o poeta repentista Raimundo Preto, durante as cantorias.

Aos 18 anos conheceu Nonato Costa, com quem formou a dupla Os Nonatos, que durou mais de 30 anos. Em 2019, lançou carreira solo.

Iponax Vila Nova – Nascido na cidade de Cajazeiras no Alto Sertão paraibano, filho do pernambucano Ivanildo Vila Nova, o maior dos repentistas da atualidade, Iponax cresceu com a poesia no seu dia a dia.

A poesia e a viola de Ivanildo estava em todos os lugares da casa, e aos poucos foi despertando no menino o desejo de participar dessa disseminação da cultura popular.

Ainda muito jovem, levou sua arte para os mais distantes grotões do país. Um verdadeiro ativista da cultura matuta, é um grande articulador da arte do repente, considerado um dos grandes nomes da poesia e da declamação dos nossos dias.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube