Fechar

logo

Fechar

Na PB menos de mil motoboys aderiram à paralisação nacional com medo de represálias

Da Redação. Publicado em 2 de julho de 2020 às 21:01.

Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

Ontem trabalhadores como motoboys, entregadores por moto, moto frete de todo o país paralisaram as atividades com o objetivo de reivindicar melhores condições de trabalho, melhores taxas dos aplicativos, equipamentos de proteção individual, e maior fiscalização por parte do Ministério Público e gerências de trânsito locais. A manifestação foi organizada pela Febramoto (Federação Brasileira de Motociclistas Profissionais)

Durante entrevista à Rádio Campina FM o presidente do Sindicato dos Motoboys, Ernani Bandeira, disse que o protesto desses trabalhadores não chegou a 800 participantes na Paraíba, pois a maioria estava com medo de possíveis retaliações.

– O trabalhador com moto tem medo de retaliação porque existem coordenadores monitorando os aplicativos e, no momento em que se adere ao movimento, é banido das plataformas e fica prejudicado – contou.

Na Paraíba existem 8 mil trabalhadores deste tipo, 1.800 só em Campina Grande e Compartimento da Borborema. Os que atuam com carteira assinada é um segmento diferenciado dos entregadores que utilizam aplicativos para atendimento. Este último representava, antes da pandemia, um total de 3.800 trabalhadores.

Ernani ressaltou que o desemprego aumentou este número em até cinco vezes no estado, o que tem elevado os acidentes nas duas principais cidades da Paraíba, uma vez que muitos destes moto-entregadores não têm tanta experiência, já que antes ocupavam outro tipo de profissão. Além dos acidentes, eles também ficam sujeitos a assaltos e ao coronavírus.

O sindicalista reivindica do Ministério Público e órgãos de controle de trânsito como a STTP, em Campina Grande, para fiscalizar e padronizar esses trabalhadores, além de criar campanhas educativas.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube