Fechar

logo

Fechar

Lista de paraibanos que receberam auxílio emergencial indevidamente é entregue à PF 

Da Redação de João Pessoa (Hacéldama Borba). Publicado em 6 de julho de 2020 às 17:04.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

A Controladoria Geral da União na Paraíba entregou ao Ministério Público Federal e à Polícia Federal nesta segunda-feira (06), a lista com nomes de quase 30 mil paraibanos que receberam indevidamente o auxílio emergencial do governo federal.

Segundo o superintendente da CGU/PB, Severino Queiroz, essas pessoas serão responsabilizadas pelo crime de falsidade ideológica, porque receberam um benefício que se destina apenas à pessoas que necessitam da ajuda financeira do governo, concedida nos três primeiros meses da pandemia do coronavírus.

“A pena prevista para esse tipo de crime é de 1 a 5 anos de reclusão mais multa”, advertiu Queiroz, acrescentando que espera que as pessoas que receberam que devolvam as parcelas recebidas no sentido de regularizar a situação, para que não venham a responder pelo crime de falsidade ideológica.

Entre essas pessoas estão mais de 25 mil servidores públicos do Estado, esposas de políticos, policiais militares, empresários e por último foi constado que familiares ligados ao jogador de futebol Hulk, além de três outros jogadores, o dirigente de registros da FPF, Gerson Júnior, e a vice-presidente da Federação Paraibana de Futebol, Thalyta Gomes, neta de Rosilene Gomes, ex-presidente da FPF.

O Tribunal de Contas da União (TCU) havia determinado que o MPF investigasse as irregularidades no recebimento do auxílio emergencial e desse início às ações criminais contra os fraudadores.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube