Fechar

logo

Fechar

Vereador campinense protesta contra “manobra” de colegas de Legislativo

Da Redação com Ascom. Publicado em 17 de junho de 2020 às 19:27.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

O vereador Galego do Leite (Podemos) lamentou a rejeição, pelo voto da maioria dos integrantes da Câmara Municipal de Campina Grande, durante votação nesta terça-feira, 17, do projeto de sua autoria que pretendia criar o Observatório de Acompanhamento da Gestão de Crise do Município de Campina Grande durante a pandemia do coronavírus.

De acordo com o projeto, o observatório teria o papel de fiscalizar a aplicação de recursos públicos; acompanhar as medidas como decretos e ações referentes a incentivos ao setor produtivo e benefícios fiscais; assim como observar a política de atendimento aos pacientes na saúde pública municipal, auxiliando o governo na busca de parcerias junto à sociedade civil e outros atores.

O observatório seria composto vereadores, representantes da gestão municipal e de diversos órgãos da sociedade civil, e também buscaria apoiar a gestão municipal na construção de uma política ampla de enfrentamento da crise.

Para Galego do Leite, a reprovação do projeto pode passar para os campinenses uma imagem de omissão do poder legislativo e a incerteza sobre o encaminhamento dos recursos recebidos pelo Município, se são suficientes e se estão sendo aplicados corretamente.

“Era uma matéria pacífica, que seria mais uma ferramenta importante de transparência e lisura, tendo em vista que acredito que a gestão municipal não tem nada para esconder. Por isso, fico sem entender, porque a votação foi adiada durante dois meses, numa manobra que eu lamento, um verdadeiro retrocesso, porque os vereadores, independente da bancada, são fiscais do Executivo e não podem se omitir desse papel”, comentou o vereador.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube