Fechar

logo

Fechar

Liberação de água de Boqueirão para Acauã é mais do que justa, afirma especialista

Da Redação*. Publicado em 9 de junho de 2020 às 13:06.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

O especialista em recursos hídricos Isnaldo Cândido revelou em entrevista à rádio Cariri FM, nesta terça-feira, 9, que a abertura do vertedouro do açude Epitácio Pessoa, em Boqueirão, está beneficiando a população de quatorze municípios que estão abaixo do manancial e que são abastecidos pelo açude de Acauã.

Segundo Isnaldo, a água que está sendo liberada e chegando ao seu destino pela calha do Rio Paraíba está reforçando o volume de Acauã que estava apenas com 13% de sua capacidade total.

Ele detalhou tecnicamente os benefícios dessa vazão do açude de Boqueirão.

“A Cagepa da cidade de Itabaiana, que gere o abastecimento das cidades contempladas por Acauã, precisa que o açude tenha um volume mínimo de 12% para o bombeamento do sistema. E hoje o açude possui exatos 13,5% se não me falhe a memória”, disse.

Isnaldo declarou que o compartilhamento dessa água, além de ser uma questão com princípios técnicos e de gestão de recursos hídricos, é uma questão de humanidade.

“Essa liberação é mais do que justa. Os açudes que estão a montante do Epitácio Pessoa, que são: Poções, Camalaú, Pocinhos, São José, Cordeiro e Santo Antônio, estão cheios, estão com uma ótima capacidade, e Boqueirão com mais de 70%. Então, esses 23 dias de liberação de água para Acauã, em números redondos vão totalizar 4 milhões de m³, com Boqueirão hoje tendo 329 milhões. Chega a ser insignificante”, destacou.

Por fim, Isnaldo Cândido relatou que após o dia 25 de junho será feito um estudo entre a Agência Nacional de Gestão das Águas (ANA), Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa) e o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) para decidirem se essa vazão será aumentada ou diminuída.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube