Fechar

logo

Fechar

Empresa paraibana de saneamento é a mais eficiente das capitais do Nordeste

Da Redação com Secom/PB. Publicado em 11 de junho de 2020 às 8:49.

Foto: Secom/PB

Foto: Secom/PB

O trabalho desenvolvido pela Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) acaba de colocar João Pessoa como a terceira capital do país e a primeira do Nordeste mais bem posicionada na edição 2020 do Ranking do Saneamento, organizado pelo Instituto Trata Brasil.

A nova edição do levantamento, que lista os serviços prestados pelas empresas de saneamento nas 100 maiores cidades brasileiras e utiliza dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), mostra a capital paraibana atrás apenas de Curitiba e São Paulo no Brasil.

Com atendimento universalizado de água e uma evolução no incremento em coleta de esgoto de 12 pontos percentuais nos últimos quatro anos, passando de 66,86% para 79,30%, o trabalho da Cagepa em João Pessoa permanece, por mais um ano, sendo destaque no estudo. A capital paraibana subiu da 32ª para a 26ª posição no ranking deste ano.

No quesito perdas na distribuição, a Cagepa reduziu seu percentual gradativamente nos últimos quatro anos, chegando a 31,35%, o que confere a João Pessoa o posto de capital nordestina que menos desperdiça água na região.

O ranking mostra ainda que o trabalho da Cagepa colocou João Pessoa entre os municípios que mais reduziram o nível de perdas no faturamento no período, com uma queda de 17,65 pontos percentuais – saindo de 38,67% para 21,02%;

“O índice de perdas por faturamento mede a água produzida e não faturada, levando em conta o volume de serviços. Já o índice de perdas na distribuição se refere à diferença entre a água produzida e a efetivamente consumida, tanto medida quanto estimada. Por exemplo, é o desperdício que acontece quando o hidrômetro está quebrado, assim como o que se perde devido a vazamentos e ligações clandestinas”, explicou o presidente da Cagepa, Marcus Vinícius Fernandes Neves (foto).

Para ele, os dados ilustram a gestão focada e contínua da Cagepa. “Tudo é uma questão de pôr em prática um bom plano de gestão, e é isso que estamos fazendo. Os resultados estão aí, com menos desperdício de água, mais oferta de serviços e melhoria na eficiência do atendimento junto à população. Só no índice de saneamento, por exemplo, nós avançamos com mais de 17 mil novas ligações de esgoto em João Pessoa. Por recomendação expressa do governador João Azevêdo, vamos continuar focados para que os índices melhorem cada vez mais”, afirmou Marcus Vinícius.

A outra cidade paraibana operada pela Cagepa e mencionada no Ranking do Saneamento 2020 é Campina Grande, que também aparece entre os municípios com mais eficiência na gestão, por mais um ano consecutivo.

No estudo, Campina Grande apresenta 100% de abastecimento de água e 94% de atendimento urbano de esgoto, o que conferiu à Rainha da Borborema o 16º lugar no ranking nacional e 2º entre todas as cidades do Nordeste. Além disso, detém o melhor índice de perdas no faturamento (9,45%) e na distribuição (26,67%) entre as cidades da região Nordeste.

Para compor o ranking, o Instituto Trata Brasil considera várias informações fornecidas pelas operadoras de saneamento presentes em cada um dos municípios brasileiros. Os dados são retirados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), elaborado no âmbito do Programa de Modernização do Setor Saneamento (PMSS), vinculado à Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental do Ministério das Cidades.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube