Fechar

logo

Fechar

Campanha do Agasalho em CG muda estratégia de arrecadação devido à pandemia

Da Redação*. Publicado em 2 de junho de 2020 às 12:49.

Foto ilustrativa: Reprodução

Daqui a exatos 18 dias, o inverno começará no Hemisfério Sul. Porém, desde meados do outono, estação a qual ainda estamos vivenciando, as temperaturas têm sido mais amenas, e nas regiões do Litoral paraibano, Agreste, Brejo, Curimataú já é possível sentir um pouco mais de frio e também a chegada das chuvas.

Coincidentemente, estas regiões têm seu período chuvoso também na estação mais fria do ano, de acordo com a Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa), o que traz um clima ideal para se enrolar nos cobertores.

A questão é que o inverno tanto pode ser agradável para alguns, quanto castigar, e até matar, outros, e isso preocupa autoridades de grandes cidades, assim como entidades que atuam com trabalho voluntário.

Em Campina Grande, os dias mais frios fazem despertar, anualmente, a Campanha do Agasalho, promovida pela entidade Irmãos de Francisco. Há quase uma década, a entidade arrecada agasalhos, cobertores, casacos e similares, que são distribuídos entre os mais de 300 moradores em situação de rua na cidade.

Mas, devido à pandemia do coronavírus, será impossível realizar a coleta dos agasalhos, já que poderia haver um transporte do vírus e a contaminação dos doadores e receptores, nos locais anualmente destinados à entrega.

De acordo com o líder da Fraternidade, Ramon Torres, a estratégia para este ano mudou e, da mesma forma dos anteriores, apela e espera a solidariedade da população geral.

– Temos uma rede de clínicas, que seriam em dez endereços distintos, para que as pessoas possam realizar suas doações. Contamos também com paróquias e outros pontos de apoio. Porém, devido à pandemia, não será possível e prudente fazer as pessoas se deslocarem para realizar a entrega do agasalho nesses pontos. Infelizmente, essa troca de gentileza não vai poder acontecer para não colocar ninguém em perigo de contaminação – contou.

A solução, de acordo com Ramon, é solicitar doações em dinheiro para que seja possível contratar o trabalho de uma fábrica e realizar a confecção de cobertores, casacos e afins.

– Sempre conseguimos uma média de mil peças entre cobertores e outros agasalhos e, mesmo com essa limitação, não vamos medir esforços. Vamos atrás de alguma fábrica que realize esse serviço. A população cresceu, o frio vai começar e segue até agosto, mas vamos fazer de tudo para que nenhum dos moradores em situação de rua fique sem seu agasalho este ano – determinou.

A 8ª Campanha do Agasalho da Fraternidade Irmãos de Francisco será lançada no próximo dia 5 de junho e quem desejar contribuir com alguma quantia pode entrar em contato com Ramon Torres através do número (83) 9 9836-0050.

As informações repercutiram na Rádio Campina FM

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube