Fechar

logo

Fechar

ALPB debate retomada da economia com profissionais de eventos na Paraíba

Ascom. Publicado em 29 de junho de 2020 às 18:56.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realizou, nesta segunda-feira (29), uma sessão especial remota para discutir as estratégias de retomada da economia na área de eventos.

O debate foi conduzido pelo presidente da Casa, Adriano Galdino, com a participação da Comissão Representativa de Profissionais de Eventos da Paraíba. Os representantes vão elaborar um plano de retomada para ser avaliado pelo Governo do Estado.

Adriano ressaltou que o plano deve garantir a segurança da população paraibana diante da pandemia do coronavírus (Covid-19). Ele afirmou que vai aguardar a proposta elaborada pelos participantes e encaminhar aos representantes do Executivo Estadual para que as possibilidades de reabertura das empresas de eventos sejam debatidas em um próximo encontro.

“Assim, espero que possamos ter respostas concretas do que poderá ser feito. Porém, primamos muito pela questão da segurança para sensibilizar o Governo a encontrar um meio para que isso aconteça”, destacou.

O deputado Eduardo Carneiro relembrou que o setor produtivo na área de eventos foi o primeiro a fechar em razão do vírus.

“Sabemos que deve ser um dos últimos a retomar. Por isso, precisamos encontrar esse ponto de equilíbrio entre a saúde e a economia, pois sabemos o quanto esse setor é forte e gera renda para o estado”, disse o parlamentar. A Comissão Representativa de Profissionais de Eventos foi formada para encontrar a melhor forma para que as atividades voltem a ser realizadas.

Marjore Mendes, representante da comissão, destacou que os eventos sociais envolvem um trabalho com mais de 20 mil pessoas e que há 120 dias está sem faturar.

“Só na minha empresa, eu conto com 20 funcionários e em cada evento, contratamos mais 40. Imagine então a situação desses trabalhadores. Começamos a ser ouvidos, e agora queremos ser atendidos”, afirmou.

Ricardo Miranda, que também faz parte da comissão, disse que os trabalhadores da área de festas estão passando fome, especialmente os garçons.

“Muitos profissionais que atuam nessa área têm me procurado, mas infelizmente desde 19 de março que estamos sem fechar contrato. E tenho recebido relatos de pessoas que estão passando fome. Precisamos de ajuda e vamos finalizar esse protocolo para retomarmos os trabalhos, pois a gente precisa estar na agenda cultural”, ressaltou.

O empresário Felipe Miranda agradeceu a atenção dos parlamentares e se comprometeu juntamente com os demais a entregar um protocolo com todas as estratégias de retomada formuladas por eles para que possam discutir com a ALPB e com o Governo do Estado.

“Gostaríamos que a partir do mês de julho já pudéssemos atender nos nossos escritórios para já poder agendar nossos eventos. O plano que estamos montando divide em percentual o número de pessoas que vão poder participar das festas”, disse.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

A empresária Cecília Miranda destacou a necessidade de avaliar as condições dos profissionais das mais diversas áreas, a exemplo de músicos (bandas e cantores), decoração, floristas, iluminadores, mercado de comida, garçons.

Ela elogiou a atuação do presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino, com relação a medidas que vêm sendo tomadas para resolver os problemas causados com a pandemia no Estado.

“Estamos num clamor e sem respiração. Não tem mais como esticar, pois são muitos trabalhadores sofrendo com a falta de renda. As linhas de crédito que nos são oferecidos não nos protegem, porque fazem muitas exigências que não temos como cumprir. Então, pedimos socorro”, disse a empresária.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube