Fechar

logo

Fechar

Radiografia das UTIs em Campina Grande

Da Redação. Publicado em 5 de maio de 2020 às 21:08.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

Na última semana, a Câmara Municipal de Campina Grande, por sugestão do vereador Olímpio Oliveira (PSL), realizou na sessão virtual uma espécie de audiência pública com o secretário municipal de Saúde, Felipe Reul.

Muitos temas vinculados ao combate local ao coronavírus foram esclarecidos, ao longo de quase duas horas.

Dada a relevância da sessão, a coluna Aparte, assinada pelo jornalista Arimatéa Souza, publicou um resumo do que foi discutido.

Conforme o titular da SMS, Campina contava com 67 leitos de UTI para eventual uso por pacientes graves do coronavírus – atualmente 14 estão ocupados, todos no Hospital Pedro I.

A disponibilidade de UTIs para pacientes do vírus é a seguinte: Pedro I – 30 leitos; ISEA (Instituto de Saúde Elpídio de Almeida) – seis; Hospital da Criança – seis (infantis); Hospital Universitário Alcides Carneiro – 12 (de retaguarda); Hospital da FAP – dois; Hospital João XXIII – seis; Clínica Santa Clara – seis; Hospital Antonio Targino – três.

No chamado ´hospital de campanha´ que está sendo construído na área do Hospital Pedro I, vão ser disponibilizados – a partir desta semana – mais 42 leitos para pacientes da Covid-19.

Após a pandemia, esse novo hospital será convertido na central de hemodiálise.

Em termos gerais, Campina Grande dispõe no presente de 126 leitos de UTI.

Para ler coluna inteira desta 2ª feira, acesse aqui:

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube