Fechar

logo

Fechar

Escolas privadas da Paraíba criticam “miopia” da ALPB

Da Redação. Publicado em 9 de maio de 2020 às 18:06.

Foto: Leonardo Silva/Paraibaonline

Foto: Leonardo Silva/Paraibaonline

O diretor do Sindicato que representa as escolas particulares de Campina Grande, Paulo Loureiro, lamentou ontem o projeto aprovado na véspera pela Assembleia Legislativa, que estabelece uma redução de 10% a 30% nos preços das mensalidades escolares.

“Foi uma avaliação muito restrita de um processo bem mais complexo. Não levaram em consideração como funciona e a situação das escolas. Foi uma visão míope do papel das escolas e da iniciativa privada nesse segmento”, lamentou Loureiro em entrevista à Rádio Caturité FM.

O empresário observou que “talvez seja fácil aprovar uma redução linear, mediante uma análise superficial” do setor que congrega cerca de 500 mil usuários, e que só sofreu interferência do Poder Público no já distante governo José Sarney (século passado).

Paulo Loureiro – que aguarda o veto do projeto por parte do governador João Azevedo – disse que a ALPB realizou, na prática, “uma intervenção” que provocou “um rompimento unilateral de contratos”.

“Trata-se de um precedente muito perigoso, a partir de uma visão reducionista”, acrescentou o diretor do Sindicato, antecipando que se não houver o veto o recurso ao Judiciário será inevitável.

*Com informações da coluna Aparte, assinada pelo jornalista Arimatéa Souza e publicada no paraibaonline.com.br

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube