Fechar

logo

Fechar

Diretor destaca medidas de proteção adotadas pelo ISEA-CG durante a pandemia

Da Redação. Publicado em 11 de maio de 2020 às 18:03.

Foto: Ascom - Arquivo

Foto: Ascom /Arquivo

O diretor do Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (ISEA) em Campina Grande, Mário de Oliveira, afirmou que o número de partos durante a pandemia permanece de acordo com o estimado pelo instituto, que realiza cerca de 600 partos por mês.

Ele destacou que uma série de medidas foram tomadas para garantir a segurança das mães e dos bebês que nascem no ISEA.

Segundo Mário, um protocolo foi construído no sentido de garantir proteção aos ciclos da maternidade, como pré-natal, parto, pós-parto e puerpério.

Mário comentou, durante entrevista à Rádio Caturité FM, que quatro leitos de suíte da área de Centro de Parto Normal foram reservados para isolamento de situações de caso suspeitos ou confirmados da Covid-19.

Ele frisou que, além dessa área, mais onze leitos foram reservados caso os quatro primeiros sejam preenchidos.

– A primeira grande mudança foi reservar leitos da área de centro de parto normal, com atendimento em suítes individuais, para se tornar local de isolamento em situação de suspeição ou confirmação de Covid-19 – colocou.

Mário ainda disse que o ISEA formou grupos de profissionais que vão fazer uma regulação remota, para os casos que vêm de cidades circunvizinhas e para orientar mulheres gestantes.

O diretor explicou que apenas um acompanhante pode estar com a gestante durante o período de internação e, se houver sintomas de gripe, o mesmo será orientado a ir até a UPA.

Ele frisou que as visitas de familiares foram proibidas durante a pandemia para evitar riscos de contaminação.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube