Fechar

logo

Fechar

Deputado discute estratégias de comunicação com partido em videoconferência

Da Redação com Ascom. Publicado em 3 de maio de 2020 às 11:28.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

O deputado estadual Inácio Falcão (PCdoB), discutiu com a direção nacional do partido, através de videoconferência na tarde deste sábado (02), a estratégia de comunicação na pré-campanha. Além disso, ajuda a estados e municípios, manutenção de empregos e análise da conjuntura nacional também fizeram parte da discussão.

Também participaram da reunião: Gustavo Alves, responsável pela redes sociais do PCdoB nacional; Carlos Augusto Patinhas, responsável pelo Comitê Central do PCdoB; a presidente da Comissão Provisória do PCdoB em Campina, Gláuce Jácome; o coordenador de Grupo de Trabalho Eleitoral, Jonildo Cavalcante, e o Reitor da UEPB, Rangel Júnior.

Na ocasião, Inácio falou do papel da comunicação nesse processo de construção de uma terceira via, fora da polarização familiar na cidade de Campina Grande. Destacou a preocupação com a pandemia, com a quebra do isolamento, e com a possibilidade do estrangulamento do sistema de saúde local.

Ele recebeu sugestões e ideias dos participantes, preservando a lógica de uma comunicação pública e cidadã, sobretudo à quem mais tem dificuldade no acesso à informação.

“Vamos utilizar uma comunicação que alcance, principalmente, a parte da população campinense que hoje sofre sem acesso às informações. Vamos dar ao povo a oportunidade de sair da polarização política e dispor de mais um nome. Nome este que já há vários anos tem demonstrado compromisso e trabalho de qualidade. E pode fazem bem mais pela saúde e economia em períodos como este de pandemia”, afirmou Inácio.

Carlos Augusto Patinhas, que fez uma análise da conjuntura nacional, defendeu a importância de aprovar recursos para estados e municípios e a proteção aos empregos. Também criticou a postura do presidente da República com relação aos governadores.

“Bolsonaro contribui para agravar a tragédia, ao negar ajuda aos Estados e municípios e manter permanente guerra contra os governadores, quando deveria promover a cooperação e a união. A situação se torna mais grave com a inação do presidente diante dos efeitos da crise econômica. É incapaz de proteger o emprego, o salário dos trabalhadores, de socorrer as micro, pequenas e médias empresas e de defender a economia nacional como um todo”, iniciou.

Para Patinhas, Bolsonaro tem demonstrado “reiteradamente que não está à altura de exercer o papel de chefe do Estado brasileiro” e deixa milhões de brasileiros “entregues à própria sorte”.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube