Fechar

logo

Fechar

Reitor da UEPB relata ocorrência de aulas on-line e incertezas sobre período letivo

Da Redação*. Publicado em 23 de abril de 2020 às 10:50.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

Com a pandemia do novo coronavírus, as instituições de ensino superior da Paraíba também estão fechadas e as aulas, em muitos casos, ocorrem via internet, mantendo a determinação para o isolamento social.

O reitor da Universidade Estadual da Paraíba, Antonio Rangel Junior, deve se reunir no próximo dia 8 de maio, com todas elas – particulares e públicas – para que se decida o retorno no dia 18 próximo, ou para adiar por mais um tempo.

A avaliação vai ser feita com base em dados e estudos técnicos, de como estará a situação da contaminação, e não baseados em achismo, segundo declarou o reitor.

Rangel disse ainda, durante entrevista à Rádio Campina FM, que, por hora, não há nenhum debate sobre a possibilidade de cancelamento do período letivo, porque há muitas incertezas a respeito do vírus e do que pode ocorrer com o passar dos dias. No entanto, Rangel apelou pela cautela.

– Tudo vai ser avaliado juntamente com a equipe acadêmica da universidade, que vai se debruçar com isso. Vamos avaliar de fato essa decisão. Adianto que, por hora, não temos esse debate de possibilidade de cancelamento do período letivo, ou não. As incertezas, nesse momento, mais atrapalham que ajudam. Estamos acompanhando todas as situações e trocando experiências com as demais universidades – destacou.

O reitor ainda falou a respeito das aulas que estão ocorrendo on-line. Ele disse que não são aulas na modalidade EAD, mas com o teor presencial que estão sendo ministradas a alunos via internet, através das ferramentas de videochamada.

Junior disse ainda que muitos alunos têm sofrido as consequências disso, já que não possuem acesso à internet, ou a outros tipos de tecnologia, pois são pobres ou residem em locais muito isolados.

– Temos uma grande parte de alunos de baixa renda e que não tem acesso à tecnologia ou internet, por morarem na zona rural e não há condições desses jovens estudarem em pé de igualdade ou que a universidade possa oferecer as condições básicas para continuarem os estudos. É nisso que temos o maior problema – disse.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube