Fechar

logo

Fechar

Bispo campinense: “Meu coração dói profundamente ao comungar sem compartilhar”

Da Redação com Pascom. Publicado em 19 de abril de 2020 às 18:50.

Foto: Rafael Augusto/Pascom-CG

Foto: Rafael Augusto/Pascom-CG

Dom Dulcênio Fontes de Matos presidiu a Missa na Catedral Diocesana de Nossa Senhora da Conceição, em Campina Grande, neste segundo domingo da Páscoa.

Sua mensagem de fé tratou do tema “As vestes de Cristo em nós”. 

A Missa contou com a participação e assistência litúrgica do diácono Ricardo Soares e o apoio dos seminaristas João Igor e Victor Souza. A celebração foi transmitida por meios de comunicação, rádio e internet.

A oração deste dia, proposta pela liturgia, é um pedido a Deus para que os fiéis compreendam melhor o seu batismo.

Na primeira parte da homilia de Dom Dulcênio, o bispo começou lembrando que este segundo domingo também é conhecido como o Domingo da Divina Misericórdia graças à instituição desta data pelo papa São João Paulo II, no dia 23 de maio do ano 2000.

Ao lembrar a rica tradição litúrgica deste domingo, o bispo discorreu sobre o batismo e o sentido de conversão que este sacramento concede.

“Quando do mergulho batismal e a unção do Santo Crisma, o que foi batizado é investido de uma veste diferente, aparentemente material, mas eminentemente espiritual: “[…] nasceste de novo e foste revestido de Cristo. Recebe, portanto, a veste batismal, que deves levar sem mancha até a vida eterna, conservando a dignidade de filho de Deus”. E como levá-la pura e sem nódoa ou mancha de pecado?” – indagou.

Com o Sacramento do Batismo, Jesus convida à conversão para uma vida nova cheia de esperança e de fé, explicou o Bispo.

“Sim, a nossa vida de fé, representada na Primeira Carta de São Pedro como sendo mais valiosa do que o ouro perecível, e no Rito do Batismo pela brancura da veste batismal, devem ser conservadas no seu valor inalienável e na sua pureza imaculada. E cada cristão, no seu cotidiano, sempre assistido pelo Espírito do Ressuscitado, que nos concede o devido discernimento entre as sombras deste mundo, deverá descobrir pelo presente e pelo futuro que tem diante de si como preservar a graça batismal”, verbalizou Dom Dulcênio.

Explicando o Evangelho, o bispo falou do Sacramento da Confissão e da sua eficácia para a salvação do homem: “O Evangelho de hoje inspira-nos a um recomeçar quando do tropeço e queda do pecado, sujando a integridade do nosso espírito. É no Sacramento da Confissão que se encontra paz, porque religa-nos à comunhão com Deus, com a Igreja e consigo mesmo, ao que foi absolvido. A experiência do Sacramento da Reconciliação é aquela de resgatar a alvura da nossa vida íntegra de fé, de lavar e alvejar a nossa veste no Sangue do Cordeiro após as grandes tribulações da vida”.

Na segunda parte da homilia, o bispo externou seu sentimento para com os fiéis que estão sem os sacramentos devido às recomendações de isolamento social. 

Pensando na realidade atual dirigiu uma palavra de consolo a todos.

Foto: Rafael Augusto/Pascom-CG

Foto: Rafael Augusto/Pascom-CG

Reiterando a importância da Missa, Dom Dulcênio pediu a todos que mantivessem a esperança e que comungassem espiritualmente: “A Missa é encontro, Deus convida a sua família para se encontrar com seus filhos e filhas na Missa. Na Missa cumprimentamos nossos irmãos, cantamos juntos, damo-nos as mãos, nos saudamos antes da comunhão, e o mais importante: comemos e bebemos juntos na Ceia do Senhor. Encontro que vocês não podem realizar devido o momento que a humanidade passa, por conta do convid 19. Com as portas dos nossos templos fechadas, o meu coração de Pastor dói profundamente ao comungar e não puder compartilhar com vocês que estão em casa. A minha palavra para todos: comunguem espiritualmente”. 

E, por fim, o bispo exortou: “Não desanimem queridos filhos e filhas, não desanimem! Em breve, com a graça de Deus, o bem vencerá o mal e estaremos juntos participando do Banquete do Senhor, como sempre fizemos, porque é na Santa Missa que realmente acontece o encontro com Deus e com os irmãos. Sinto saudade de todos, rezo e comungo na intenção de todos. Amém”.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube