Fechar

logo

Fechar

Vereador de JP critica negociação do orçamento impositivo em nível nacional

Ascom. Publicado em 5 de março de 2020 às 13:35.

Foto: Olenildo Nascimento

Foto: Olenildo Nascimento

O vereador Carlão (DC) usou a tribuna da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), na sessão desta quinta-feira (5), para criticar a negociação do chamado ‘orçamento impositivo’ em nível nacional.

Segundo o parlamentar, o montante orçamentário destinado às emendas parlamentares é alto e pode comprometer a gestão.

“Custa-me compreender como pode um relator de uma Lei Orçamentária Anual (LOA), com uma simples canetada, recolher quase 30% do orçamento do Poder Executivo”, afirmou o vereador, ressaltando que o assunto necessita de amplo debate.

Carlão lembrou que o orçamento impositivo aprovado no Legislativo Pessoense foi discutido, mas ainda assim foi preciso adaptação.

“Esta Casa abriu um debate, mas faltou diálogo. Compreendemos que 1.2% do PIB seria muito e que era necessário começar de forma paulatina. O prefeito Luciano Cartaxo (PV) conversou com as bancadas de situação e oposição para demonstrar que o percentual poderia engessar ou atrapalhar de certa forma o Executivo”, explicou.

Ele enfatizou que todo o processo foi amplamente dialogado entre os Poderes Executivo e Legislativo.

“Os vereadores entenderam que era melhor ajustar e dialogar para que as emendas fossem melhor aplicadas”, complementou.

Artes Marciais

O vereador ainda ressaltou a importância do esporte, como as artes marciais, como forma de prevenção e combate às drogas.

“Nada melhor do que o esporte, que traz ao ser humano não só a capacidade física e mental, crescimento espiritual, mas também conhecimento com cada filosofia. As artes marciais têm profundo trabalho e participação na formação da sociedade e se transformam em uma política pública barata para resgatar jovens da ruas; torná-los sadios e resistentes ao grupo das drogas”, defendeu.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube