Fechar

logo

Fechar

UFCG anuncia suspensão das aulas e outras atividades presenciais

Ascom. Publicado em 17 de março de 2020 às 18:56.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Considerando a situação de emergência de saúde pública causada pelo novo coronavírus, a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) resolveu, em reunião realizada na manhã desta terça-feira, 17, suspender as aulas e outras atividades acadêmicas presenciais a partir desta quarta-feira, 18, até o dia 12 de abril.

Uma portaria regulamentando esta e outras medidas será publicada, bem como um protocolo com as determinações administrativas.

Estão preservados os serviços considerados essenciais ou estratégicos, como protocolos, telefonia, segurança patrimonial, sistema de bibliotecas e SIASS.

A jornada de trabalho dos servidores técnicos-administrativos, em turnos alternados de revezamento ou trabalho remoto, será estabelecida a critério da chefia imediata.

Estão desobrigadas de trabalho presencial as pessoas com suspeita ou confirmação de doença pelo coronavírus ou consideradas vulneráveis: idosos a partir de 60 anos, imunodeficientes ou com doenças preexistentes crônicas ou graves, e responsáveis pelo cuidado de uma ou mais pessoas com suspeita ou confirmação de diagnóstico de infecção por Covid-19.

Lideranças acadêmicas

A decisão de suspender as aulas considera a condição de pandemia anunciada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e a situação de emergência decretada pelo Governo do Estado. Foi tomada de forma conjunta pelos reitores Vicemário Simões, da UFCG, Rangel Júnior, da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), e Ana Cristina Alves, do Instituto Federal da Paraíba (IFPB), além dos gestores Tatiane Lima, da Unesc; Dalton Gadelha, da Unifacisa; Cilene Andrade, da Uninassau; Wellington Santos, do CEAS; Lênio Assis de Barros, da Faculdade Cesrei; e Jeannine Nóbrega, da Faculdade Rebouças. Juntas, as instituições sediadas em Campina Grande reúnem cerca de 45 mil estudantes universitários.

Em nova reunião, marcada para o dia 3 de abril, o cenário será reavaliado para verificar a possibilidade de antecipação ou prorrogação do retorno das atividades, de acordo com o quadro em saúde pública no Brasil e no Estado da Paraíba, e com as recomendações dos órgãos de Saúde e Vigilância Sanitária.

Casos na Paraíba

Até o início da manhã desta terça-feira, 17, conforme relatório publicado pelo Ministério da Saúde, a Paraíba havia notificado 64 casos suspeitos do novo coronavírus, dos quais 16 foram descartados, permanecendo 48 casos sob investigação. O estado permanece ainda sem nenhum caso confirmado.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube