Fechar

logo

Fechar

PMJP compartilha experiências de revitalização do Centro Histórico em simpósio

Da Redação com Secom/JP. Publicado em 7 de março de 2020 às 8:50.

Foto: Secom/JP

Foto: Secom/JP

Visando compartilhar experiências de sucesso com a preservação, revitalização e ocupação do Centro Histórico da Capital, representantes da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) participaram do IV Simpósio Internacional The Future Of The City Centre (O Futuro do Centro da Cidade).

O evento, que aconteceu na manhã desta sexta-feira (6), foi promovido pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), em parceria com outras instituições internacionais, sendo realizado no Centro Cultural Energisa.

Durante o evento, a equipe da Secretaria Municipal de Habitação (Semhab) ressaltou os investimentos realizados pela atual gestão para transformar o Centro Histórico, a exemplo do projeto da Villa Sanhauá, que recebeu o Selo de Mérito – Edição 2019 durante a realização do 66º  Fórum Nacional de Habitação de Interesse Social.

“O prefeito Luciano Cartaxo tem uma grande preocupação com o Centro Histórico da cidade no que diz respeito à preservação e a ocupação para os próximos anos. Um exemplo é o projeto da Villa Sanhauá, uma área onde os casarões estavam abandonados e em ruínas, e hoje está completamente restaurado e revitalizado, dando lugar a moradias, com uma área comercial e um espaço institucional- a Casa do Empreendedor”, ressaltou o secretário adjunto de Habitação, André Coelho.

Foto: Secom/JP

Foto: Secom/JP

Outros três exemplos apresentados no simpósio foram: o AnimaCentro, que oferece programação gratuita de teatro, música, dança e circo em vários polos revitalizados; o programa ‘João Pessoa Cidade Criativa da Unesco’; e o Novo  Residencial Saturnino de Brito, que acabou com uma área de risco, transferindo cerca de 400 famílias para apartamentos com toda infraestrutura, que incluem estacionamento e área de lazer.

“A atual gestão teve a preocupação de levar para morar no Centro Histórico pessoas comprometidas com a preservação e por isso abrimos um edital e selecionados artistas, produtores culturais, fotógrafos e também criamos o projeto AnimaCentro”, comentou o secretário.

O simpósio contou com a presença de pesquisadores do Reino Unido, Escócia, Austrália e África do Sul, que apresentaram projetos bem sucedidos que foram executados nos países de origem.

O evento foi realizado em parceria da UFPB com as instituições internacionais Northumbria University Mewcastle, University Newcastle – Australia, University Stratclyde Glasgow e University of South Africa – Unisa.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube