Fechar

logo

Fechar

Cagepa garante que não haverá corte de água aos inadimplentes

Da Redação de João Pessoa (Hacéldama Borba). Publicado em 19 de março de 2020 às 23:44.

Em atendimento ao que recomenda a Justiça, o diretor-presidente da Cagepa, Marcus Vinícius Fernandes Neves, garantiu que não vai haver interrupção do fornecimento de água aos consumidores inadimplentes.

Segundo ele, a Companhia já traçou as estratégias a serem adotadas em conjunto com as unidades regionais e tem a consciência de que é imprescindível para a contenção do coronavírus.

“Eu quero deixar claro à população sobre o nosso papel nesse momento, assim como quero deixar a todos tranquilos. O nosso pessoal de operação está trabalhando, as nossas equipes estão em campo, as equipe de plantão estão funcionando, assim como as equipes terceirizadas estão funcionando e não há interrupção dos serviços básicos”, disse.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

Contudo, Marcus Vinícius (foto) ressaltou que há restrições em relação ao acesso às instalações físicas da Cagepa, para evitar aglomerações, como parte das medidas adotadas.

“Hoje estamos restringindo acesso às sedes regionais e à matriz da companhia em Jaguaribe, até porque os servidores são imprescindíveis ao funcionamento da Cagepa”, disse.

Em relação ao corte no fornecimento, está temporariamente suspenso, mas ressaltou que é importante dizer que a Companhia tem um custo que é mensal no consumo de energia elétrica, produtos químicos, combustíveis dos carros e uma série de outros insumos que envolvem o custeio de operacionalização da máquina e, portanto, é necessário que a população pague a conta de água.

“Estamos no momento de crise. Não haverá prorrogação da data de pagamento. A população não pode exagerar no consumo senão vai faltar para outros, inclusive a conta quando chega é também para o nosso controle. Estamos mantendo toda a rotina, como a medição de consumo. A única exceção é para os inadimplentes, que  para os quais não haverá corte”, disse.

Ele explicou ainda que através do 115, os clientes inadimplentes com contas de até R$ 10 mil, podem negociar diretamente com a Companhia. “Tudo que for possível, a Cagepa vai fazer para manter o sistema operando. Nós entendemos a gravidade do momento e sabemos a importância da Companhia de Água e Esgotos nesse processo de combate ao vírus com a lavagem das mãos, uma das medidas básicas recomendada pelo setor de Saúde. O momento é de união para que passemos por essa crise difícil e está em nossas mãos a manutenção e o resultado final”, completou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube