Fechar

logo

Fechar

“Sentimento de impunidade é reforçado com esses habeas corpus”, diz deputado

Da Redação. Publicado em 21 de fevereiro de 2020 às 18:23.

Foto: Parainaonline

Foto: Paraibaonline

Líder do bloco de oposição na Assembleia Legislativa da Paraíba, o deputado estadual Raniery Paulino (MDB) afirmou nesta sexta-feira (21), véspera de Carnaval, que os recentes habeas corpus concedidos para os investigados da Operação Calvário reforçam na sociedade “o sentimento de impunidade”.

– O cidadão brasileiro vive angustiado com esse sentimento de impunidade e, naturalmente, o sentimento de impunidade é reforçado com esses habeas corpus – comentou.

– Quero confiar nas instituições, que o desfecho seja em favor da sociedade, apresentando, na verdade, uma sentença condenatória a todos esses que desviaram os maiores recursos públicos da história do estado da Paraíba – acrescentou.

De ontem para hoje, decisões da ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Laurita Vaz, beneficiaram, entre outros, o irmão do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), Coriolano Coutinho, e o ex-procurador do Estado, Gilberto Ganeiro.

Na opinião de Raniery, as decisões foram equivocadas.

– Tem aquele ditado: decisão judicial não se discute, se cumpre. Decisão judicial se cumpre, mas também se questiona. Por quê não? Ora! Quem vai me convencer que essa decisão não foi equivocada? Eu acho que foi equivocada e estou aqui debatendo e discutindo – afirmou.

A opinião foi dada durante entrevista para uma emissora de rádio de João Pessoa.

De acordo com o deputado, por causa dessa situação, nunca se precisou tanto do apoio da sociedade à investigação da Calvário como agora.

– Nunca se precisou tanto do apoio da sociedade a esta investigação como agora. É importante que todos nós apoiemos o Ministério Público (da Paraíba), especialmente o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado). Eles estão precisando agora de reforço da sociedade, de apoio da sociedade – declarou.

O deputado pediu ainda para que a sociedade não esmoreça.

Por fim, ele explicou que a defesa pela instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para aprofundar as investigações referentes à Operação Calvário é justamente para que a Assembleia cumpra o papel político, pois até agora há apenas o papel jurídico.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube