Fechar

logo

Fechar

Líder da Oposição vai entrar com ação no Ministério contra aprovação da PB Saúde

Da Redação de João Pessoa (Hacéldama Borba). Publicado em 12 de fevereiro de 2020 às 19:08.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

De nada adiantaram os apelos do líder da bancada de Oposição na Assembleia Legislativa, deputado Raniery Paulino (MDB), para que não fosse aprovada a matéria do governo do Estado, que trata da criação da Fundação PB Saúde, a qual foi considerada inconstitucional até mesmo pela Comissão de Constituição e Justiça da Casa.

O deputado afirmou à imprensa que vai entrar com um processo no Ministério Público para barrar a implantação da Fundação pelo governo do Estado. Segundo ele, a Paraíba ainda está metida em um escândalo por conta das organizações sociais criminosas e o governo atual quer dar continuidade a esse mesmo modelo de gestão, cujo projeto também teve críticas do procurador do Ministério do Trabalho, Eduardo Varandas, através de um relatório enviado ao Poder Legislativo.

“É flagrante a inconstitucionalidade. Muita gente quer ser novo na política, mas faz as práticas velhas das cooptações. A Paraíba é manchete nacional porque uma organização criminosa roubou 134 milhões da Saúde. Não há bom senso nesta aprovação. Não vamos trocar seis por meia dúzia porque a Cruz Vermelha foi trocada pela PB Saúde porque as práticas são as mesmas”, afirmou.

Segundo o deputado, o projeto foi aprovado a toque de caixa, sem o devido respeito ao debate proposto de uma audiência pública que aconteceria na segunda-feira (17), sem que o governo apresentasse algumas preliminares a exemplo dos resultados das intervenções nos hospitais administrados da OS, como também a proposta de recuperar os R$ 134 milhões que foram “roubados por uma organização criminosa instalada na Paraíba”.

Também de nada adiantou o pedido de unidade da bancada de oposição, pelo líder Raniery Paulino, porque a bancada do PP composta pelos deputados Jane Panta, Cláudio Régis e Galego de Sousa votou pela aprovação. O deputado se disse surpreso com o posicionamento dos colegas de bancada.

Logo no segundo expediente, os deputados da oposição se retiram do Plenário para impedir a votação, mas a sessão ficou sobrestada por duas vezes até que a bancada governista conseguisse o quórum qualificado de 19 votos para a aprovação. O que faltou de apoio do G11, que ora faz apoio ao governo e ora se diz independente, foi completado pelos deputados da bancada do PP e o projeto foi aprovado com 19 votos favoráveis, 6 contra e uma abstenção do deputado João Henrique (PSDB).

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube