Fechar

logo

Fechar

Deputado vê manutenção da liberdade de ex-governador como estímulo à criminalidade

Da Redação. Publicado em 19 de fevereiro de 2020 às 19:16.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

O deputado federal Julian Lemos (PSL) disse nesta quarta-feira (19) que considera um estímulo à criminalidade a decisão desta terça-feira do Supremo Tribunal de Justiça que manteve o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) em liberdade.

– Eu vejo isso como um estímulo à criminalidade a soltura, ou, digamos assim, a permanência da liberdade do condenado Ricardo Coutinho. É inadmissível para uma pessoa que tem mais de mil horas de gravação – comentou.

Essa declarações foram transmitidas por uma emissora de rádio de João Pessoa.

O deputado lembrou ainda que em um dos áudios tem uma conversa cujo teor é a expectativa de recebimento de R$ 900 mil de “décimo terceiro”.

– Confesso que ficamos frustrados, porque em um país onde o que mais o destrói é a corrupção, tivemos em um estado que é relativamento pobre um escândalo de corrupção que vai ficar na história – acrescentou.

Na opinião de Julian Lemos, “eu só posso acreditar que isso venha através de dinheiro”.

O deputado paraibano disse também estar decepcionado com o fato de o ex-governador estar solto, sendo que seus auxiliares “proporcionalmente com uma culpabilidade menor” continuam na prisão.

– O trabalho do Gaeco junto com o judiciário paraibano foi impecável. Impecável. Mas nas instâncias superiores, eu posso dizer… conversas que nós não escutamos, mas Deus escuta – declarou.

Ainda na opinião dele, “ainda que ele (o ex-governador) escapasse da Justiça da terra, eu tenho certeza que ele não escapa da Justiça divina, porque quem rouba da Saúde, mata pessoas”.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube