Fechar

logo

Fechar

Deputado diz que governador tem que assumir protagonismo da negociação com policiais

Da Redação. Publicado em 21 de fevereiro de 2020 às 20:31.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

Em entrevista para uma emissora de rádio de João Pessoa, o deputado estadual Raniery Paulino (MDB), que também é líder da oposição na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), disse nesta sexta-feira (21) que o protesto promovido por policiais em frente à Granja Santana, em João Pessoa, foi uma grande oportunidade para o governador João Azevêdo (Cidadania) dialogar com a categoria.

– Quando os policiais, os que estavam protestando fazendo uma Assembleia, estiveram na Granja Santana, eu acho que seria uma grande oportunidade para o governador sair da sua sala do ar condicionado e dizer ‘olha, eu estou querendo dialogar com vocês, por favor, formem uma comissão, vamos tomar um café agora na Granja Santana para dialogar’ porque já ia arrefecendo os ânimos – declarou.

Na opinião dele, essa era a responsabilidade do poder Executivo.

– Quem tinha a responsabilidade de fazer isso, na verdade, era o Executivo, é o próprio chefe do poder Executivo. Eu acho que o governador tem sido omisso no protagonismo da negociação, porque manda pessoas que não tem poder de negociar, nem de resolver – disse o emedebista, acrescentando em outro momento da entrevista que “o governador tem que assumir as negociações”.

Ainda na ocasião, o deputado estadual prestou solidariedade às reivindicações dos policiais e disse que a Polícia Militar da Paraíba, a Civil, o Corpo de Bombeiros, os delegados, os peritos estão com defasagem e recebem os piores salários do Brasil, e que mesmo o governo faz propaganda de números que são registrados fruto de esforço de homens e mulheres.

– Eu falo com muita tranquilidade porque eu sou filho do governador que foi mais amigo da Polícia na historia dos últimos 15 anos/20 anos na Paraíba. Roberto Paulino foi um governo amigo da polícia. Dobrou o salário; diminuiu o que era de quinze anos pra um soldado virar cabo, diminuiu para 10 anos; Teve, em pouco tempo de governo, muitas ações e muitos gestos, por isso eu sou tão bem-vindo na categoria – contou.

A respeito dos encapuzados que esvaziaram e, em alguns casos, até mesmo furaram pneus de viaturas em João Pessoa, o líder da oposição ao governador João Azevêdo disse que “claro que qualquer um que extrapole o limite da lei não tem a minha concordância. Eu acho que a gente tem que andar no limite da lei, todos, sem exceção, seja o governo, seja quem está reivindicando”.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube