Fechar

logo

Fechar

Professor de História conta episódios pitorescos sobre o bairro de José Pinheiro

Da Redação. Publicado em 26 de janeiro de 2020 às 8:04.

Paraíba Online • Professor de História conta episódios pitorescos sobre o bairro de José Pinheiro

Foto: arquivo pessoal

O bairro de José Pinheiro, conhecido genericamente por Zepa, está localizado na zona leste de Campina Grande e é um dos maiores desta cidade. O professor de História, Francisco Ramos (Chiquinho), conta alguns episódios pitorescos ocorridos há décadas no bairro:

Um jovem estava desempregado e deu uma de corretor de imóvel. Conseguiu uma pasta 007 e um talão de notas promissórias e conseguiu vender um terreno, que ficava localizado na Rua Maximiano Machado e no ato recebeu a primeira parcela e quando o comprador foi olhar o terreno, era o estádio municipal Plínio Lemos, o campo do Campinense Clube.
Damião carteiro (saudosa memória) deu uma carona na sua moto ao seu amigo Sadrak que é cabeludo e barrigudo. Então, foram falar para sua esposa que ele passou com uma mulher buchuda em cima de sua moto e causou grande problema ao casal.
Zeca de Boca de Bacia (saudosa memória) candidatou-se a vereador e logo apareceu uma eleitora lhe oferecendo 10 votos em troca de um milheiro de tijolos. Zeca respondeu: e eu vou derrubar a casa de mãe é.
-Dois amigos se casaram com duas amigas no mesmo dia e após o matrimônio, eles trocaram as mulheres e a volta foi uma garrafa de cachaça e uma buchada no Drink Bar do Morais.
-Gôgô comprava fiado na mercearia do João Marrau (João Dias) e queria beber uma cerveja no prego e Marrau falou: eu não posso colocar mais nada em cima de sua conta e Gôgô respondeu: coloca de lado.
-Marcos Alem na época que trabalhava na Cagepa e ficou devendo 3 cervejas a João Marrau e passou quase dois meses sem aparecer próximo a mercearia. Só que ele esqueceu passou com sua namorada defronte e o João falou: Marcos e as cervejas? E ele respondeu bota pra gelar que na volta eu bebo.
Zeca Boca de Bacia (saudosa memória) perdeu todos seus documentos e foi até ao programa a Hora do Povo apresentado por Evilásio Junqueira que recebeu orgulhosamente Zeca e perguntou o que o trás aqui? Zeca respondeu: perdi meus documentos. Evilásio perguntou: Onde? E ele respondeu: Se eu soubesse iria buscar.
Tião Catolé (saudosa memória) sua mãe pediu que ele fosse pagar a conta da luz, mas ele só ia se lhe desse dinheiro para beber, mas ela não deu e mesmo assim ele foi. Só que Catolé parou no abrigo e tomou o dinheiro que iria pagar a conta todo de cachaça e depois passou na movelaria Sheila, pegou um carimbo com o nome pago e carimbou o papel da conta da luz.
O time do Agrense Futebol Clube ia jogar na zona rural (sítio) no domingo à tarde e um de seus jogadores usou uma droga injetada para correr mais durante a partida. Só que ainda pela manhã, chegou um telefonema comunicando o cancelamento do jogo e este atleta ficou correndo do abrigo de Zé Pinheiro para a igreja católica até passar o efeito.
Quando eu (Francesco) era fotógrafo passei à noite de um sábado trabalhando no Parque do Povo. Quando fui fazer a cobrança de 5 fotos na travessa Silva Jardim (Beco da Lama ) um garoto viu as fotos e disse: estas são do meu tio e eu pedi para que ele fosse entregar e trazer o dinheiro. Só que o menino voltou sem as fotos e sem a grana e falou: tio mandou dizer que não está em casa não. Simplesmente o mala saiu pela tangente e eu dancei.

Foto: Retalhos Históricos

Foto: Retalhos Históricos

–  Wanderley tinha um conserto de calçados na Rua Joana D’arc ( hoje está na Rodoviária Velha). Então, ele chamou um garoto para lhe ajudar e perguntou se ele sabia dar (passar) cola. O menino respondeu que sim e Wanderley o dispensou, pois cola estava com o preço muito alto e ninguém podia está doando.
O Campinense Clube estava disputando o campeonato nacional em 1975 e foi jogar em no Distrito Federal. Brasília era conhecida como nova Brasília, pois fazia apenas 15 anos de sua inauguração. Então a aeromoça anunciou que estava acabando de entrar na nova Brasília e um jogador da Raposa gritou: rapaz esse tempo todo voando e só agora foi que a gente saiu de Zé Pinheiro.
Na década de 1970, o Campinense Clube foi jogar no estado do Piauí e no final da partida um repórter de pista entrevistou um jogador do Campinense e perguntou o seguinte: é verdade que você e Ivã Lopes ambos virão para o futebol piauiense e o mesmo respondeu: ambos não trambos porque Erasmo também vem.
Na década de 1970, foi instalado um posto policial na Rua Joana D’arc (hoje 1ª Distrital localizada na Rua Marinheira Agra ) e guardas-noturnos( apelidados de papas-sereno) se achavam autoridades. Durante a Semana Santa dois amigos Edvaldo Caçarinha e Dada se juntaram capturaram o guarda “cabo” Ciço e o amarraram no topo de um poste.
Mururu (saudosa memória) embriagou-se no Bar do chá de boldo (Rua Tomé de Sousa) e começou a perturbar nas ruas chamaram a polícia e o mesmo foi preso, só que seu colega Careca (Luís Carlos) que também estava bêbado deu uma de advogado e foi até a Distrital dizendo: eu quero ver o meu constituinte e o carcereiro falou: pode entrar. Só quando ele entrou na cela ficou preso também.
O jornalista Evandro Reis (hoje evangélico) quando biritava pedia dinheiro emprestado a seu sobrinho Edu e quando pagava dizia: não gaste, pois daqui a pouco vou precisar novamente.
Em um dos carnavais na década de 1970, a Escola de Samba Bambas do Ritmo do bairro de Zé Pinheiro, entrou na Rua Maciel Pinheiro (cento da cidade) para realizar seu desfile, mas não conseguiu se apresentar porque quase metade de seus componentes foi preso pela Polícia Federal.
Existiam dois Colégios particulares o Plínio Lemos localizado na Rua Joana D’arc e o 16 de Julho localizado na Rua Campos Sales ambos funcionavam os três turnos. A maior disputa destas escolas ficava por conta da conquista de alunos para se matricularem. Um estudante do turno da noite praticou uma enorme baderna na sala de aula e imediatamente foi convidado a comparecer à diretoria e o Diretor seu Luisinho (saudosa memória) disse: você está suspenso cinco dias e o aluno respondeu: então me dê a transferência que eu estudar no 16 de Julho. O Diretor falou: a gente não pode brincar mais não é.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube