Fechar

logo

Fechar

Governador é citado em delação da Operação Calvário

Da Redação. Publicado em 13 de janeiro de 2020 às 12:52.

Um novo trecho de áudio da delação premiada de Livânia Farias, ex-secretária estadual de Administração, mostra um possível envolvimento do atual governador do Estado, João Azevêdo, com o esquema de corrupção revelado pela Operação Calvário.

No áudio, a ex-secretária diz que o atual governador recebeu mesada de R$ 120 mil. O pagamento teria sido feito entre o mês de abril e o mês de julho. Diz que o recurso tinha como objetivo custear despesa pessoal da pré-campanha.

Segundo a delatora, a propina seria destinada também a familiares de João Azevêdo.

Foto: Secom/PB

Foto: Secom/PB

O governador João Azevêdo, atualmente sem filiação partidária, foi eleito no ano de 2018 como sucessor do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), a quem é atribuído o papel de líder de uma organização criminosa que desviou recursos da Saúde e da Educação.

O prejuízo na área da Saúde é estimado em R$ 134,5 milhões.

Na delação, a ex-secretária fala ainda de um suposto envolvimento do governador com corrupção de fiscais em obras de esgoto.

Antes de ocupar a chefia do Executivo estadual, João Azevêdo passou pelo cargo de secretário de Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente e Ciência e Tecnologia na gestão Ricardo Coutinho, entre os anos de 2011 e 2018.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube