Fechar

logo

Fechar

Especialista dá dicas de como evitar engasgos em recém-nascidos

Da Redação*. Publicado em 20 de janeiro de 2020 às 10:32.

Nas últimas semanas, dois bebês morreram asfixiados na Paraíba, sendo um em Campina Grande e outro em João Pessoa, após as mães darem de mamar.

Em CG, após a amamentação, a mulher foi fechar o portão e na volta o bebê já tinha se asfixiado. Em João Pessoa, após ser amamentada, a criança foi colocada no berço e a mãe voltou a dormir. Ao acordar, ela percebeu que a filha estava sem vida.

Durante entrevista à Rádio Campina FM, a médica pediatra Socorro Martins deu dicas de como evitar a morte por asfixia de bebês.

Ela ressaltou que, sempre que amamentar, o bebê deve ser colocado em pé no ombro da mãe ou do pai para que arrote e deve permanecer nessa posição por pelo menos 20 minutos. Caso ele não realize o ato, pode colocá-lo apenas sentado no bebê conforto e esperar, ou passar pelo menos uma hora com ele no braço até que consiga.

– É importante que esse processo seja realizado para evitar engasgos e asfixias. Os pais devem ficar atentos, principalmente aos prematuros, porque eles têm um retardo gástrico maior e também muito refluxo. Isso faz parte da maturidade do trato gastrointestinal dos bebês – disse.

A médica ainda alertou que, após a amamentação, nunca deve trocar a fralda com a criança deitada, mas sim sentada. Não balançar o bebê, especialmente após a mamada. O berço deve ser mais elevado, pois os recém-nascidos têm um retardo maior na digestão.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

– Se ocorrer o acidente, os pais ou cuidador não devem entrar em pânico. Devem realizar a manobra de Heimlich, que consiste em colocar o bebê de barriga para baixo, apoiado na coxa e segurando, com uma das mãos, a cabeça do bebê. Com a outra dar espalmadas com a parte inferior da mão nas costas da criança, algumas vezes. Isso ajuda a liberar as vias aéreas e a criança voltar a respirar. É importante limpar com uma fralda ou até com a própria roupa do recém-nascido, alguma secreção que venha a sair da boca dele. Às vezes acontece de se engasgar e bronco aspirar, e se os pais observarem que o(a) filho(a) continua cansadinho, apesar de estar respirando, é necessário levá-lo ao hospital – contou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube