Fechar

logo

Fechar

Sintab diz que ausência de concurso público gerou danos às finanças do IPSEM

Da Redação. Publicado em 26 de dezembro de 2019 às 20:12.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

Os servidores municipais de Campina Grande se reuniram em assembleia nesta quinta-feira, 26, na sede da AABB, para discutir a proposta da minirreforma previdenciária que o prefeito Romero Rodrigues enviou, em caráter de urgência, para ser votada na Câmara Municipal.

Esta prevê um aumento de 3% na alíquota previdenciária, subindo dos atuais 11% para 14%.

Durante entrevista à Rádio Campina FM, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste e da Borborema (Sintab), Giovanni Freire, disse que foi convocado, anteriormente, para uma reunião na sede do IPSEM, onde foi tratado o assunto.

De acordo com ele, foi garantido que, no que se refere aos inativos e pensionistas, apenas os que recebem acima do teto previdenciário pagariam essa nova alíquota.

– O que poderia ser uma reforma muito maior, que traria muitos danos aos servidores, conseguimos manter apenas a mudança na alíquota. O que foi garantido foi que, apenas para os inativos e pensionistas que ultrapassam o teto, é que deve ser possível essa nova contribuição. Fora isso, nenhum inativo ou pensionista irá contribuir mais para o IPSEM, o que é uma grande vitória para os servidores – disse o sindicalista.

Ainda segundo Giovanni, o aumento de 3% na alíquota previdenciária não é o mais danoso para os servidores.

– O maior prejuízo, na verdade, para quem depende do Instituto, é a presença de um grande período sem concurso público, o que causou grandes danos às finanças no IPSEM. Essas mudanças nas alíquotas, que os governos municipais e estaduais têm que fazer, é cedendo ao decreto obrigatório do Governo Federal, que impôs essas mudanças – pontuou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube