Fechar

logo

Fechar

Ricardo: “Sem mim, João não seria eleito nem para vereador”

Da Redação. Publicado em 3 de dezembro de 2019 às 13:50.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

O capítulo do rompimento entre o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) e o atual governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB), teve um último clímax na noite desta segunda-feira (2). Hoje (3), o governador pediu desfiliação da sigla socialista.

Em entrevista para uma emissora de televisão da capital paraibana, Coutinho afirmou que a vaidade subiu a cabeça do então aliado, e que sem ele o atual governador do Estado não seria eleito nem para vereador.

“Servi para eleger um governador que não tinha nem 1% de conhecimento (pela população) na Paraíba, e era natural que não tivesse, mas não servi para ser o presidente do partido deste mesmo governador”, criticou.

O ex-governador avalia que teve nome vetado para presidir o PSB porque João Azevêdo tem medo de que o socialista dispute o pleito eleitoral em 2022.

“Quem teve de graça o cargo de governador, quando não seria eleito nem para vereador, tem medo de 2022 – como se eu fosse pleitear…”, reprovou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube