Fechar

logo

Fechar

Deputada socialista decide seguir com o governador João Azevêdo

Da Redação de João Pessoa (Hacéldama Borba). Publicado em 4 de dezembro de 2019 às 12:09.

A sessão desta quarta-feira (4) na Assembleia Legislativa girou em torno da decisão do governador João Azevêdo, que decidiu se desfiliar do PSB e seguir outro rumo longe do coletivo socialista.  O ato de Azevêdo refletiu diretamente no parlamento, e os deputados procuram se posicionar sobre o rompimento, a exemplo da deputada Pollyanna Dutra (PSB), que faz parte do G11.

A deputada disse que segue com o governador João Azevêdo e sabe que o partido não tem dono. “Não foi o governador que provocou essa situação. Ele não terá outra opção dentro do governo de caça às bruxas. Eu sigo com o governador porque sou uma deputada da base. Militei nesse partido por alguns anos. Tenho identidade com o partido, mas até então a gente não entendia essa busca pelo controle do partido, até porque não precisava disso”, avaliou.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

Pollyanna criticou também a nota emitida pelo PSB. Ela disse que foi altamente agressiva, que de certa forma desequilibrou o partido. “Como é que o partido entendeu que Azevêdo era um nome ideal e de repente se porta desta forma chamando-o de traidor? Eu tenho propriedade para falar do PSB e não compreendo tamanhos absurdos praticados por alguém, o que não expressa a opinião da maioria dos partidários”, atestou.

Para ela, não houve traição de nenhuma parte, mas admite que houve uma busca exaustiva pelo controle partidário como se o PSB tivesse um dono. “O partido é um ato democrático. Não tem dono, principalmente o socialista, que prega pela igualdade”, referendou a deputada.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube