Fechar

logo

Fechar

Vereador de Santa Rita se esquiva de comentar sobre prisão de colegas

Da Redação. Publicado em 7 de novembro de 2019 às 18:40.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

O vereador ‘Gil do Bar’ (PSDB), do município de Santa Rita, foi questionado sobre as viagens que os colegas parlamentares realizaram com verbas públicas

A prisão em flagrante dos onze vereadores da cidade, localizada na região metropolitana de João Pessoa, resultou de uma investigação realizada pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) sobre o uso inapropriado de dinheiro público.

Em entrevista para uma emissora local, Gil contou que não houve sessão ordinária nesta quinta-feira, 07, desejou “boa sorte” a todos os envolvidos e não soube afirmar quando será a próxima sessão na Câmara Municipal.

Ele é mais um dos vereadores que tem optado por se abster do assunto, já que este envolve polêmicas e escândalos no município de Santa Rita.

“Aí só quem pode responder é o presidente da Câmara [referindo-se a Anésio Alves de Miranda Filho, preso na operação], estou totalmente de fora do assunto”, se esquivou o parlamentar.

Quando questionado sobre a quantidade de viagens já realizadas na condição de político, ele foi enfático: “Treze. No meu mandato já fiz treze viagens, mas tudo legalizado. Temos os certificados e comprovantes das despesas”, justificou Gil do Bar.

A questão é que Gil sequer conseguiu responder quem foram os palestrantes desses congressos, o conteúdo das palestras, assim como o hotel em que esteve hospedado quando participou de eventos anteriores.

– O último, agora, foi de modificação das leis que vai ter agora […] sobre as eleições. Eu não lembro dos palestrantes, mas tenho as fotos para comprovar – disse o vereador.

Vale lembrar que Gil não está entre os parlamentares presos durante a operação, intitulada “Natal Luz”.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube