Fechar

logo

Fechar

Ministro do Supremo notifica deputado paraibano para se defender em ação

Da Redação. Publicado em 25 de novembro de 2019 às 21:10.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, notificou dias atrás o deputado federal paraibano do PSL Julian Lemos, para que ele explique ofensas que fez aos advogados Karina Kufa e Admar Gonzaga.

Ambos atuam na defesa de Jair Bolsonaro e de parlamentares aliados ao presidente na crise com o PSL.

O ´marco zero´ da confusão é uma entrevista dos dois advogados, no mês passado, na qual eles denunciam negociatas nos diretórios do PSL em, pelo menos, quatro estados: São Paulo, Ceará, Rio Grande do Sul e Paraíba (presidido por Julian).

“São os locais de onde vêm essas denúncias. Acontece que essas denúncias chegam acompanhadas dos respectivos atos de nomeação”, disse Admar na ocasião.

Em entrevista ao jornal Valor Econômico (SP), Admar revelou dispor de quantidade suficiente de documentos para amparar abertura de auditoria investigativa: “Nós temos bastante, muito material que nos empolgou e nos deu a percepção, a percepção não, a certeza de que estamos no caminho certo. Já temos muitas confirmações”.

“Diretório não se compra, nem voto. E isso tem de ser investigado, porque naturalmente essa questão ela acaba não indo para conta nenhuma. O dinheiro acaba sendo embolsado por esses responsáveis que nós ainda não temos certeza de quem são”, avançou o advogado e ex-ministro do TSE.

*com informações de valor economico

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube