Fechar

logo

Fechar

Bispo comenta comemoração dos 250 anos da igreja matriz de Campina Grande

Da Redação*. Publicado em 27 de novembro de 2019 às 9:15.

Neste ano, na festa de Nossa Senhora da Conceição, padroeira da Diocese de Campina Grande, são comemorados os 250 anos da construção da igreja matriz.

Em entrevista concedida à rádio Caturité FM, nessa terça-feira, 26, o bispo da Diocese campinense, Dom Dulcênio Fontes de Matos, falou sobre as comemorações e relatou sobre a história da Igreja Matriz.

Foto: Leonardo Silva/Paraibaonline

– Quando nós falamos em 250 anos da Catedral, nós estamos pensando em 250 anos da igreja que era a matriz, mas hoje é a catedral há 70 anos. Nesta festa de Nossa Senhora da Conceição, nós estamos dando graças a Deus por toda a caminhada, a igreja matriz Nossa Senhora da Conceição se tornou, há 70 anos, a igreja Catedral. Isso tem um sentido muito forte – afirmou.

Ainda durante a entrevista, Dom Dulcênio ressaltou o papel fundamental de Nossa Senhora da Conceição, como intercessora junto ao Filho de Deus.

– Nós não podemos esquecer que Nossa Senhora não é uma deusa, ela é a Mãe de Deus. Jesus Cristo é Deus, é a segunda pessoa da trindade. Nossa Senhora foi a escolhida por Deus, por isso o título Conceição, porque ela foi concebida, sem a mancha do pecado. Maria guardou por nove meses, aquele que viria como Salvador. Jesus Cristo poderia ter vindo de outra forma, mas Deus escolheu o ventre de uma mulher para que ele se aproximasse ao máximo da humanidade – explicou.

As comemorações de Nossa Senhora da Conceição terão sua abertura no dia 29 de novembro, se estendendo até o dia 8 de dezembro, data da fundação da Catedral Diocesana.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube