Fechar

logo

Fechar

Setor de costura no Trauma de CG representa grande economia para o Hospital

Da Redação. Publicado em 20 de outubro de 2019 às 22:01.

Foto: Reprodução/ TV Itararé

Foto: Reprodução/ TV Itararé

O Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande tem números gigantes quando o assunto são os atendimentos. Pelo menos 8 mil pacientes passam por mês pelo local.

Considerada uma das maiores unidades hospitalares da Paraíba, o Trauma de Campina tem pelo menos 1700 profissionais que se reversam com um único objetivo: salvar vida.

Médicos, maqueiros, enfermeiros, setor administrativo, pessoal de apoio, entre outros, são alguns dos profissionais que atuam no local. Porém, além destes, outros ganham destaque no dia a dia.

Para manter esse time atuando, pelo menos cinco costureiras trabalham no hospital produzindo fardamento, jalecos, lençóis, toalhas, pijamas de pacientes, roupas para o centro cirúrgico, entre outros.

Ao todo são 50 variedades de peças produzidas no local. Além deste serviço, as costureiras são responsáveis também pelo reparo das peças. Neste ano já foram mais de 2500.

O setor de costura é responsável por uma economia de cerca de 30% para os cofres da unidade. Além de garantir a diminuição de custos também garante agilidade na confecção das peças que o Hospital necessita.

*Com informações da TV Itararé

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube