Quantcast

Fechar

logo

Fechar

Projeto da rede estadual de ensino da Paraíba recebe prêmio nacional

Da Redação com Secom/PB. Publicado em 10 de outubro de 2019 às 11:09.

O projeto de leitura e escrita ‘Desengaveta Meu Texto’, iniciativa da professora de Língua Portuguesa Patrícia Rosas, venceu o 24º Concurso da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ) 2019, como um dos melhores programas de incentivo à leitura junto a crianças e jovens de todo o Brasil. O projeto é desenvolvido em cinco escolas da rede estadual de Campina Grande.

O prêmio visa fomentar, prestigiar e divulgar as iniciativas de promoção da leitura com foco na literatura. A professora será contemplada com certificado e 300 livros de literatura infanto-juvenil para investir no projeto. A premiação do concurso será entregue durante o 21º Salão do Livro, no Rio de Janeiro, entre os dias 28 e 30 de outubro.

Foto: Secom/PB

Foto: Secom/PB

‘Desengaveta Meu Texto’ tem como objetivo incentivar os alunos do Ensino Fundamental II, do 6º ao 9º, a criarem seus próprios textos e fazê-los circular, seja na própria escola, na comunidade ou para além das fronteiras locais.

Em 2018, quando foi criado, os alunos passaram a frequentar encontros semanais de leitura e debate sobre livros. Em seguida, os estudantes participam de oficinas sobre variados estilos de texto: crônicas, poemas, contos, artigos de opinião e cartas de reclamação. Após encontros, os estudantes são convidados a escreverem um texto próprio para ser publicado na revista anual da escola, ‘Revista Tertúlia’, que será lançada e depois distribuída para pais e alunos. Os estudantes estão na fase de clube de leitura. A primeira Revista será lançada no dia 27 de novembro deste ano.

Foto: Secom/PB

Foto: Secom/PB

Segundo Patrícia Rosas, o projeto transformou bibliotecas, antes esquecidas, em espaços vivos dentro da escola. “Conseguimos reformular todo o espaço e centenas de livros. Os alunos e professores receberam o projeto com muito entusiasmo. Muitos nem acreditavam que poderiam ser escritores e que poderiam ter seus textos publicados. Encontramos muitos textos, talentos e sonhos “engavetados”. O projeto tem mostrado que ninguém nasce leitor ou escritor, mas que todos têm a capacidade de fazer uso da linguagem através da leitura e escrita”, falou.

O projeto é aplicado em cinco escolas públicas de Campina Grande: Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Nossa Senhora Aparecida, no bairro Mutirão; Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Major Veneziano, no bairro Acácio Figueiredo, Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio José Pinheiro, no José Pinheiro, Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Zuleide Cavalcante Porto, no bairro da Glória; Escola Estadual de Ensino Fundamenta e Médio Poetisa Vicentina, no bairro Jeremias.

Foto: Secom/PB

Foto: Secom/PB

Este ano os alunos estão trabalhando com o tema ‘Memórias’. A meta para o ano que vem é expandir o projeto para mais cinco escolas da Rede e as revistas serão publicadas de forma semestral. “‘Desengaveta Meu texto’ não desengaveta apenas textos, mas sonhos, oportunidades e o protagonismo juvenil”, ressaltou Rosas.

O Projeto já foi destaque nacional em duas ocasiões. Além de vencer o Concurso da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, também ganhou o ‘Edital de Pesquisa: Anos Finais do Ensino Fundamental – Adolescências, Qualidade e Equidade na Escola Pública’, da Fundação Carlos Chagas e Itaú Social. O Edital visa apoiar e disseminar investigações que estejam comprometidas com a construção de oportunidades de aprendizagem de estudantes do ensino público. Além disso, neste ano também foi finalista do prêmio nacional: ‘Educar para transformar’, do Instituto MRV.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube