Fechar

logo

Fechar

Colunista resume novo despacho de desembargador sobre a Operação Calvário

Da Redação. Publicado em 16 de outubro de 2019 às 19:43.

Em outro embasado despacho, divulgado ontem, o desembargador Ricardo Vital de Almeida adotou medidas adicionais para as investigações relacionadas à Operação Calvário, a exemplo de buscas no Aeroporto Castro Pinto e no Hospital Regional de Mamanguape.

Ele determinou o levantamento do sigilo, “inclusive das colaborações premiadas”, que embasa a sua decisão, bem como o encaminhamento de “achados de atos ilícitos” ao Ministério Público Federal, Controladoria Geral da União (CGU) e Ministério Público de outros Estados.

Sobre o ´núcleo político´ da referida Operação, o magistrado assinala que existe a indicação de “razoáveis indícios da participação de pessoas detentoras de foro especial por prerrogativa de função”.

É citado o nome da deputada Estelizabel Bezerra de Souza (PSB), com “indícios de vinculação” a “determinadas condutas criminosas, cujo envolvimento aguarda diligências em andamento, e que estão protegidas por sigilo”.

“A investigação levada a efeito objetiva aferir se, efetivamente, houve o desencadeamento de uma plêiade de condutas complexas, perpetradas por uma Organização Criminosa que teria se instalado no Governo do Estado da Paraíba (…) que possui vínculos com pessoas com prerrogativa de função”, enfatiza o julgador.

O desembargador registra a colocação de Mayara de Fátima Martins de Souza como presidente da CVB/PB (Cruz Vermelha Brasileira, filial da Paraíba).

Ela vem a ser chefe de gabinete da deputada Estela.

Ricardo Vital determinou ações de busca e apreensão em imóveis pertencentes ao ex-secretário de Turismo Ivan Burity.

É mencionado que Daniel Gomes, gestor da Cruz Vermelha (e apontado como um dos chefes da Organização Criminosa – Ocrim), que atuou no Hospital de Trauma Humberto Lucena (JP) até o final de 2018, estava articulando negócios no âmbito da Loteria do Estado da Paraíba (Lotep).

Daniel – só recordando o despacho anterior – teria sob o seu controle o Instituto de Psicologia Clínica Educacional e Profissional – IPCEP, que geria (até a semana passada) os hospitais Metropolitano de Santa Rita e Regional de Mamanguape, sendo na prática uma espécie de ´filial´ da Cruz Vermelha.

Para ler a coluna Aparte inteira desta quarta-feira, acesse aqui:

https://paraibaonline.com.br/aparte/secretario-esta-na-disputa/

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube