Quantcast

Fechar

logo

Fechar

Governador quer direito de defesa assegurado aos denunciados na Operação Calvário

Da Redação*. Publicado em 7 de setembro de 2019 às 9:49.

O governador da Paraíba, João Azevêdo, opinou, nessa sexta-feira, 6, sobre a repercussão e desdobramentos da Operação Calvário.

Uma das últimas informações é que o Ministério Público da Paraíba (MPPB) detectou provas, através do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), em que ocorria um esquema de corrupção entre os anos 2009 a 2011 na Prefeitura de João Pessoa, época da gestão do ex-governador Ricardo Coutinho.

A equipe de reportagem da Rádio Correio FM questionou quais as impressões do governador sobre a polêmica, inclusive, com a circulação de informações sobre a delação da ex-secretária Livânia Farias.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

– Eu acho que o Ministério Público está fazendo o seu papel. Cabe, evidentemente, a cada um dos citados, exercitar o seu direito de defesa. E aqueles que foram citados sem um conteúdo real e palpável, que tenham condições de apresentar a defesa. O que eu tenho é uma preocupação muito grande para que o processo de julgamento siga os passos, dando o direito, acima de tudo, de defesa das pessoas. Hoje, existe uma prática de primeiro jogar nas mídias o nome das pessoas. Isso não é bom para a democracia e nem para o processo – opinou João Azevêdo.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube